UAI
Publicidade

Estado de Minas COMBUSTÍVEIS

Petrobras desmente Bolsonaro e nega estudo para baixar preço de combustível

No domingo (5/12), o presidente disse que a empresa começaria, a partir desta semana, a anunciar a diminuição no preço dos combustíveis


06/12/2021 10:44 - atualizado 06/12/2021 12:00

Fachada de um posto de combustíveis
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A Petrobras esclareceu nesta segunda-feira (6/12), após notícias veiculadas na imprensa a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes. "A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato da volatilidade externa e da taxa de câmbio causada por eventos conjunturais", afirma a estatal em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo reportagem do Poder360, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), disse que a Petrobras começará a partir desta semana a anunciar a diminuição no preço dos combustíveis.

A Petrobras diz que monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. "A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado", afirma.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade