UAI
Publicidade

Estado de Minas COMPRAS

Black Friday em BH: clientes aproveitam extensão para comprar com desconto

Vários consumidores dedicaram a manhã de sábado (27/11) para adquirir produtos com preço abaixo do mercado


27/11/2021 14:43 - atualizado 27/11/2021 18:47

Imagem de Elisângela Alves Rodrigues
Elisângela Alves Rodrigues conseguiu comprar uma geladeira com desconto de cerca de R$ 2 mil (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Com a Black Friday estendida até a próxima terça-feira (30/11), após recomendações da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Belo Horizonte, diversos clientes foram às ruas da capital mineira neste sábado (27/11) em busca de descontos. A expectativa é que a temporada movimente R$ 2,11 bilhões na economia da cidade e que consumidores possam utilizar o 13º salário como forma de pagamento.

A técnica de enfermagem Elisângela Alves Rodrigues, de 38 anos, foi uma que acordou cedo e foi até uma loja de eletrodomésticos no Hipercentro de BH em busca de uma geladeira com um bom preço. A disposição de Elisângela deu resultado, já que ela conseguiu o produto com um desconto de cerca de R$ 2 mil.

"Essa geladeira estava por R$ 7,6 mil. Comprando à vista, hoje, ela ficou por R$ 5,7 mil. Valeu a pena ir à loja ver o preço dessa geladeira que já estávamos olhando", comemorou.

Elisângela também contou que a pesquisa de preços foi a principal aliada para conseguir a geladeira com um bom preço. Foram duas semanas de análise até a conclusão da compra. Outros produtos também estavam no alvo da técnica de enfermagem, como panela elétrica e airfryer. No entanto, ela optou por comprar os itens pela internet.

"Fui ao Centro hoje para comprar geladeira, panela elétrica, air fryer e um mixer. A única coisa que eu achei barato, comparando o preço da internet com a loja, foi a geladeira. Os outros produtos não estavam valendo a pena. Achei melhor comprar pela internet", disse Elisângela, que preferiu pagar todas as compras à vista.

Quem também aproveitou a época de preços abaixo do mercado foi Lorraine da Costa, de 20 anos. Ela saiu de casa com a avó para comprar uma televisão de 43 polegadas. O objetivo foi cumprido, já que a vendedora da loja em que ela foi fez uma proposta vantajosa.

Imagem de Lorraine da Silva
Lorraine da Silva comprou uma televisão e um aparelho celular durante a Black Friday (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
"Ela fez uma oferta boa para a gente. Um desconto beleza. Não sei informar exatamente quanto, mas saiu bem em conta", afirmou.

Além da televisão, Lorraine voltou para casa com um telefone celular. A compra do equipamento não estava nos planos iniciais, mas o preço atraente acabou a convencendo. Após as aquisições, restou apenas comemorar, principalmente pela televisão nova, que servirá para toda a família. "Vão curtir demais É um sonho realizado".

Compras no Mercado Central na Black Friday 2021
Débora Moreira e a mãe, Silmara, conseguiram comprar camarão com desconto no Mercado Central (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)


Quem passou pelo Mercado Central neste sábado também encontrou preços baixos em algumas lojas. Foi o caso de Débora Moreira, que estava acompanhada da mãe, Silmara. Elas saíram nesta manhã para tentar garimpar uma promoção e não se arrependeram. “Valeu muito a pena. A gente ganhou 10% de desconto. Estávamos comprando camarão. Somos de uma religião de matriz africana e usamos muito. Foi uma experiência boa. A gente já sabia o preço porque temos o costume de comprar, e era mais alto do que pagamos”, contou, também elogiando a equipe da loja.  

Investimento

Teve quem aproveitou o sábado para investir no próprio negócio. Foi o caso de Massaud Ragheb Paolinelli Hamadé, 64 anos. Proprietário de uma hamburgueria na Avenida Bandeirantes, na Região Centro-Sul de BH, Massaud comprou uma televisão de 55 polegadas para colocar em seu estabelecimento. Demanda antiga da clientela.

Nessa sexta (26/11), ele saiu para pesquisar preços e acabou convencido a comprar a televisão. Neste sábado, após negociar com o vendedor da loja, Massaud bateu o martelo e saiu de lá com o eletroeletrônico em mãos.

Imagem de Massaud Paolinelli
Massaud Paolinelli comprou uma televisão de 55 polegadas para colocar em sua hamburgueria (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
"Conversei com o vendedor e falei que no site estava mais barato, mas ele me disse que venderia pelo preço do site", contou.

Agora, Massaud espera atrair mais clientes, já que contará com a televisão em seu estabelecimento.

Mais de R$ 5 bilhões

De acordo com um levantamento feito pela Neotrust, de 0h de quinta-feira (25/11) até as 23h de ontem, o e-commerce brasileiro já havia faturado R$ 5.253.229.572,00 com a Black Friday. A cifra é 6% maior em relação ao mesmo período de 2020.

A plataforma da Neotrust também contabilizou 7.367.335 pedidos e um ticket médio de R$ 713,04 por brasileiro. Somente a Região Sudeste foi responsável por 56,8% pelo faturamento total do e-commerce, com R$ 2.983.858.152,49 em 4.491.046 pedidos. (Colaborou Cristiane Silva)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade