UAI
Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Abramilho: menos verba à Ciência e Tecnologia traz riscos à pesquisa agropecuária


11/10/2021 15:41

A agricultura brasileira se transformou em uma das mais avançadas e competitivas do mundo graças, sobretudo aos investimentos feitos na Ciência. Nesse sentido, a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) criticou em comunicado a aprovação de projeto pelo Congresso Nacional, a pedido do Executivo, que prevê o corte de cerca de R$ 600 milhões nos recursos previstos para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

De acordo com o presidente institucional da entidade, Cesario Ramalho, "foi a combinação de Ciência, recursos naturais, crédito e talento e trabalho do produtor rural, que tornou viável o pacote de inovações tecnológicas, que culminou no desenvolvimento do modelo de agricultura tropical sustentável de maior sucesso no planeta". Segundo ele, "somente novos achados científicos manterão o protagonismo da agricultura nacional".

Na nova formatação, já aprovada pelos parlamentares, os recursos para projetos de ciência e tecnologia caíram de R$ 655,421 milhões para apenas R$ 7,222 milhões, ou seja, 1,10% da proposta original.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade