Publicidade

Estado de Minas MÁGICA DA 'FADINHA'

Prata de Rayssa Leal esquenta vendas em lojas de skate de BH nesta segunda

Após conquista da 'fadinha', estabelecimentos especializados da capital amanheceram movimentadas e projetam boom do esporte nos próximos meses.


26/07/2021 11:55 - atualizado 26/07/2021 14:29

Efeito 'fadinha': vitória de Rayssa Leal nos jogos olímpicos, na categoria street skate, movimentou mercado das pranchas urbanas nesta segunda-feira (26/7) em BH(foto: LIONEL BONAVENTURE/AFP)
Efeito 'fadinha': vitória de Rayssa Leal nos jogos olímpicos, na categoria street skate, movimentou mercado das pranchas urbanas nesta segunda-feira (26/7) em BH (foto: LIONEL BONAVENTURE/AFP)
“Só sei agradecer”, disse a jovem Rayssa Leal após gravar seu nome na história dos Jogos Olímpicos nesta segunda-feira (26), quando conquistou medalha de prata na categoria street skate das Olimpíadas de Tóquio-2020. No ramo dos negócios ligados à modalidade esportiva, a gratidão é certamente recíproca. Graças à vitória da “Fadinha”, o movimento nas lojas de skate da capital mineira amanheceu quente. 

“Nunca vi uma segunda tão movimentada por aqui. Abrimos as portas às 9 horas. Às 10, já não havia mais vagas no nosso estacionamento para clientes. As ligações e mensagens do público nas nossas redes sociais atrás dos nossos produtos também não param”, conta Alexandre Dantas, coordenador da Blunt Skate Shop, misto loja e escola para praticantes do esporte radical que funciona no Bairro Carmo, Região Centro-Sul da cidade. 

As pistas de treino instaladas no local também estão cheias. Segundo Dantas, a procura por aulas avulsas de street skate (praticado em ambiente que imita a arquitetura da cidade) e vertical skate (realizado em um longas estruturas curvas) é intensa desde o início da manhã. 

“Muitas meninas nos procuraram, mas não só elas. Os adultos também se animaram”, relata o funcionário, que projeta expressivo aumento nas vendas nas próximas semanas. “Não me arrisco a cravar números mas, com certeza, vem aí um excelente momento”. 

Skates para crianças iniciantes custam entre R$ 660 e R$ 2 mil. Após a medalha de prata da jovem Rayssa Leal, vendas amanheceram aquecidas em BH(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
Skates para crianças iniciantes custam entre R$ 660 e R$ 2 mil. Após a medalha de prata da jovem Rayssa Leal, vendas amanheceram aquecidas em BH (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A.Press)
O investimento para quem quer se aventurar nas pranchas urbanas não é dos mais baratos. 

O kit inicial para crianças, que inclui o skate, além dos apetrechos de proteção - capacete, tornozeleira, cotoveleira, joelheira e protetor de prunho - custa, em média, por R$ 800 reais na Blunt Skateshop. O equipamento profissional usado por Rayssa não sai por menos de R$ 2.500. 

Na 90 Gold Skate Shop, instalada há 15 anos na Praça Sete, Centro de BH, o sócio Mateus Silva diz que as vendas andam aquecidas desde janeiro, fenômeno que ele credita, em parte, à popularidade das meninas Rayssa e Letícia Bufoni nas redes sociais. 

“A procura aqui cresceu em torno de 30%. Não só por causa delas, claro. Houve também uma corrida às lojas em função da reabertura da cidade. As pistas e as lojas especializadas ficaram fechadas por mais de 6 meses.Com a retomada das atividades, o público voltou animado. Mas a gente, com certeza, também recebe muitos pais que vêm comprar pranchas para as crianças, principalmente as meninas, por influência da Rayssa e da Letícia”, afirma o empresário. 

Com apenas 13 anos, Rayssa Leal gravou seu nome da história do esporte e dos jogos olímpicos ao ganhar a medalha de prata na categoria street skate(foto: LIONEL BONAVENTURE/AFP)
Com apenas 13 anos, Rayssa Leal gravou seu nome da história do esporte e dos jogos olímpicos ao ganhar a medalha de prata na categoria street skate (foto: LIONEL BONAVENTURE/AFP)
Na JD Skate Shop, situada no Barreiro, o social media começou o dia nas redes sociais do estabelecimento com posts sobre Rayssa e diz que não deve mudar de assunto tão cedo. A empresa, no entanto, não planeja criar campanhas ou ações de marketing surfando na onda da conquista da jovem maranhense. 

“Acreditamos que é desnecessário, seria até uma ‘forçação de barra’. O skate, mais do que um esporte, é um estilo de vida marcado pela simplicidade, pelo despojamento. Acreditamos que a influência da Rayssa sobre o público virá naturalmente. Ela conquistou o Brasil pela simplicidade característica dessa atividade. Este já é o segredo do negócio, não é preciso forçar nada”, pondera Wanderson Reis, responsável pelo marketing digital da JD Skate Shop. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade