Publicidade

Estado de Minas 12 DE JUNHO

Dia dos Namorados: restaurantes de BH esperam recuperar prejuízo

Com permissão de funcionamento até 1h de domingo, restaurantes e bares apostam em jantares para casais para compensar a perda de receita durante a pandemia


11/06/2021 14:23 - atualizado 11/06/2021 18:57

Decoração romântica no salão será usada para atrair casais neste sábado (12/6)(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Decoração romântica no salão será usada para atrair casais neste sábado (12/6) (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Uma das datas com maior faturamento pelo comércio, o Dia dos Namorados é aguardado com muita expectativa pelos empresários do setor de restaurantes e bares em Belo Horizonte.

Com a extensão do horário de funcionamento do serviço até 1h deste domingo (13/6), após decreto emitido pela prefeitura, os estabelecimentos esperam aumentar a arrecadação e compensar a perda de receita nos últimos três meses em virtude da pandemia do coronavírus, que impediu os comerciantes de abrirem as portas à noite.

Além da ampliação do horário na data especial, os bares e restaurantes poderão estender o horário do serviço até as 22h diariamente. As empresas tinham autorização para abrir seus espaços de segunda-feira a sábado, das 11h às 19h.

As restrições vigoravam desde 6 de março, quando o prefeito Alexandre Kalil (PSD) restringiu o funcionamento das atividades em função da explosão de casos e ameaça de colapso no sistema de saúde.

Desde então, os estabelecimentos viveram sob ameaça de crise. Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG) mostrou que 58% dos empresários tiveram dificuldades para pagar salários nos meses de fechamento. A restrição da abertura do comércio à noite foi muito criticada pela entidade, já que 70% do faturamento dos empresários vem justamente do período noturno.

Adega Steakhouse vai apresentar aos clientes um novo formato de serviço, fora do conceito de churrascaria(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Adega Steakhouse vai apresentar aos clientes um novo formato de serviço, fora do conceito de churrascaria (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Agora, no Dia dos Namorados, os restaurantes prometem inovar o espaço para conquistar mais clientes. É o caso da Adega Steakhouse, no Gutierrez, que completa o 44º ano de atividade em Belo Horizonte. “Vamos apresentar para o cliente um novo formato de serviço, que está totalmente diferente do que era. Não somos mais uma churrascaria, somos uma steakhouse",  explica o diretor da empresa, Alexander Bertoluci.
 
"Aqui antigamente tinha um buffet. Não trabalhamos mais com buffet. Antes, o cliente se levantava para se servir. Agora ele é servido. Criamos ilhas de massas, risotos, sobremesas e saladas. É tudo feito na hora”, disse Bertoluci.

Segundo ele, o conceito de empresa teve uma evolução do que era anteriormente: “Antes, tudo era no espeto. Hoje, tudo mudou. É 80% feito na parrilha, num pedaço menor. É possível ver o churrasco ser feito na parrilha depois da reforma que fizemos. E ele gira no salão. O cliente sempre come uma carne nova. No espeto, ela ia e voltava e ficava seca. Nós mudamos o conceito do nosso serviço”.

Taste-Vin, de culinária francesa, tem expectativa de movimento recorde de casais(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Taste-Vin, de culinária francesa, tem expectativa de movimento recorde de casais (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Especializado em culinária francesa, o Restaurante Taste-Vin, em Lourdes, que funciona há 33 anos, vai preparar decoração especial para o Dia dos Namorados. O sócio-proprietário e gerente Rodrigo Fonseca se anima com a possibilidade de maior arrecadação para a data: “Normalmente, fazemos uma decoração mais sofisticada, com mais flores, para darmos um ar mais comemorativo. Acostumamos a ter um ambiente mais romântico para a data".

Neste ano, nos preparamos para fazer isso no almoço, o que era previsto até quarta-feira. Mas pela primeira vez teremos um Dia dos Namorados de almoço e jantar. Já existem muitas reservas para manhã, tarde e à noite. Temos expectativa de movimento recorde”, disse Rodrigo.

Fonseca afirma que o Dia dos Namorados é a data que o estabelecimento mais recebe clientes, mas não o dia de maior faturamento. “Nossa receita varia muito com a comida e com a venda de vinhos. Estamos tendo prejuízo desde março do ano passado. Mas tivemos proposta de que a empresa não dispensaria ninguém. Quando o governo oferece suspensão de contrato, pegamos isso. Mantivemos a equipe completa”, diz.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade