Publicidade

Estado de Minas DIA MUNDIAL DO CAFÉ

No Dia Mundial do Café, confira os mais caros do mundo em 2021

No mundo, valor do quilo de algumas marcas pode ultrapassar R$ 15 mil. No Brasil, 100g de um dos cafés mais caros do país custam cerca de R$95


14/04/2021 10:35 - atualizado 14/04/2021 11:20

(foto: Arte: Rafael Alves)
(foto: Arte: Rafael Alves)

O café é, sem dúvida, uma das bebidas mais queridas em todo o mundo. Há quem a aprecie em momentos de descanso, quem o use como um “energético” para os dias difíceis e quem não consiga, inclusive, passar um dia sem tomar um gole da bebida.
 
Não à toa, no mundo, são produzidas cerca de 10 milhões de toneladas de café por ano. E, apesar de ser originário da Etiópia, na África, o Brasil é o maior produtor de grãos no mundo, segundo a Organização Internacional do Café.  
 
Em torno do globo, o café também é consumido de acordo com o gosto de cada consumidor ou mesmo segundo a cultura da região. De quente a gelado, porém, há quem pague altos preços para “curtir” o paladar de um bom café. 

Confira os mais caros do mundo em 2021

Café Ospina Dynasty Premier Grand Cru Grand Reserve: Cultivado na Colômbia, o quilo desse café é vendido por R$15,4 mil. O grão conta com aromas de pêssego, laranja, jasmim, chocolate, coco e macadâmia. 

Marfim Negro (Black Ivory Coffee): Custando R$11,1 mil o quilo do café, esse grão é raro e tem produção de apenas 150 quilos, com a maior parte do cultivo sendo destinado a hotéis parceiros da empresa tailandesa. 

Café Civeta (Kopi Luwak): Produzido na Indonésia, Filipinas e Madagascar, esse café exótico custa R$6,630 mil o quilo. Porém, o preço varia de região para região, sendo esse valor atribuído às melhores safras. 

Geisha Special da Hacienda La Esmeralda: Vendido a R$ 2,295 mil o quilo, esse grão é produzido no Panamá. Dependendo da safra, os valores podem subir em leilões. 

Café de Santa Helena (St. Helena Coffee): Produzido na ilha de Santa Helena, no meio do Ocenao Atlântico, esse café custa R$ 1,632 mil o quilo. O contexto histórico é um dos fatores para o preço elevado, já que Napoleão Bonaparte, que se exilou na ilha, apreciava a bebida local. 

NO BRASIL 


Não é o mais caro do mundo, mas, com uma produção intensa, o Brasil também tem o seu café raro. O Café Jacu, originário do Espírito Santo, custa R$ 700 o quilo. Atualmente, ele é cultivado em diferentes regiões do país e 100g de seus grãos podem custar cerca de R$95.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade