Publicidade

Estado de Minas Aplicativos

App 99 lança carteira digital para usuários de Belo Horizonte

Novo aplicativo permite pagamento de corridas e de contas, recarga de celular, transferência entre contas e oferece descontos em serviços e rentabilidade


26/03/2021 17:04 - atualizado 26/03/2021 18:23

Usuários podem acessar novo meio de pagamentos digital pelo próprio aplicativo da 99 e colocar créditos de diversas formas(foto: Divulgação/99)
Usuários podem acessar novo meio de pagamentos digital pelo próprio aplicativo da 99 e colocar créditos de diversas formas (foto: Divulgação/99)

De olho na segurança de motoristas e usuários e se antecipando a uma maior digitalização dos meios de pagamento, o aplicativo 99 lançou essa semana em Belo Horizonte a 99Pay, sua carteira digital.

A 99Pay permite substituir o dinheiro em espécie na hora de fazer o pagamento de uma corrida e vai além, possibilitando que os usuários paguem boletos, façam pedidos de comida pela 99Food, recarreguem créditos no celular e até façam transferência entre carteiras do aplicativo.

 

A intenção é reduzir o uso de dinheiro, que chegava a representar 74% dos pagamentos pelas corridas nas 1.600 cidades onde o aplicativo atua. Em Belo Horizonte, 71,4% das chamadas para deslocamento são pagas em dinheiro.

 

A 99Pay que agora chega a Belo Horizonte foi lançado inicialmente em Curitiba, em julho do ano passado, e reduziu em 7 pontos percentuais o uso de papel-moeda, segundo informa o diretor da 99Pay, Maurício Orsolini Filho.

“Isso superou nossas expectativas”, diz o executivo ao informar que o sistema foi implantado, além de Curitiba, em Campinas e São José dos Campos, em São Paulo, e Uberlândia, no ano passado. Até agora já são 23 as cidades que contam com a tecnologia que agora está em BH. Entre elas estão as capitais Brasília, Goiânia, São Luís, Vitória, Porto Alegre, Aracaju, Fortaleza e Recife.

 

Para acessar a carteira, o usuário tem que atualizar o aplicativo da 99 e a carteira aparecerá como opção de pagamento. O carregamento da carteira pode ser feito pelo cartão de crédito, pela emissão de um boleto com o valor da carga, por transferência de outra carteira digital e por meio da conversão do troco das corridas em créditos.

 

Segundo a 99Pay, a carga por boleto é de no mínimo R$ 7 com saldo máximo de R$ 5 mil, valor limite para abastecimento por TED. No caso do uso do cartão há valores pré-selecionados (20. 30, 50 e 100) com limite de R$ 100 por operação, o mesmo critério para uso do dinheiro, sendo que nesse caso é possível “depositar” também R$ 5 e R$ 10. A plataforma permite ainda digitar valores diferentes dos pré-selecionados até os limites permitidos. 

 

Para estimular o uso da carteira, segundo Maurício Orsolini, o aplicativo está oferecendo 5% de bonificação para os motoristas que realizarem a conversão de clientes para a carteira e descontos em corridas com o uso do meio digital de pagamento e em pedidos da 99Food.

 

Com estratégia agressiva, a 99Pay vai garantir ainda rendimentos para os usuários que mantiverem créditos na carteira. Segundo a plataforma, será dada uma bonificação percentual para o saldo que estiver na carteira e a estimativa é que o rendimento seja até três vezes superior ao ganho da caderneta de poupança, sem a cobrança de taxas. 

 

Número de usuários chega a 20 milhões  

 

Para facilitar o acesso aos recursos, a própria carteira digital oferece as opções “Lucro na carteira”, “Recarga na corrida” e “Troco na carteira”. Em média, 20 milhões de pessoas usam o aplicativo da 99 todo mês no país. 

 

“Nós já vínhamos estudando um cartão para o motorista, mas agora estamos migrando para um meio de pagamento digital para trazer inovação e segurança e esperamos que gradativamente haja uma substituição do dinheiro pela 99Pay”, afirma Maurício Orsolini ao garantir que essa é a “primeira carteira digital criada por um aplicativo de mobilidade urbana no Brasil”. 

 

A intenção é que até o fim deste ano a tecnologia esteja em uso em todas as 1.600 cidades onde cerca de 800 mil motoristas rodam com o uso do aplicativo.

 

Ao lembrar que o Brasil tem 36 milhões de pessoas sem acesso a bancos, Maurício Orsolini frisaa que o uso de dinheiro é uma realidade com o aumento da adoção dos aplicativos como meio de transporte entre os brasileiros de baixa renda.

“Pesquisas mostram que o uso de aplicativo para transporte subiu bastante e hoje 55% recorrem a um aplicativo para se locomover em trajetos curtos. Em São Paulo, 30% das corridas são originadas ou encerradas em um terminal de transporte público”, observa o diretor da 99Pay, que prefere não fazer projeções para a evolução da troca do dinheiro pela carteira digital. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade