Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

INCC-M sobe 2% em março e acumula 11,95% em 12 meses, diz FGV


25/03/2021 08:23

O Índice Nacional de Custo da Construção - M (INCC-M) acelerou a 2,00% em março, na comparação com fevereiro (1,07%), informou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com esse resultado, o indicador acumula elevação de 11,95% em 12 meses até março e elevação de 4,04% no ano.

O grupo Materiais, Equipamentos e Serviços registrou avançou a 3,76% em março, ante 2,14% em fevereiro. O índice referente a Materiais e Equipamentos subiu 4,44% no terceiro mês do ano, após 2,39% no anterior. O subgrupo materiais para estrutura atingiu 5,70%, na comparação com 2,84% em fevereiro.

O segmento de Serviços arrefeceu a 0,69% em março, depois de 1,05% no mês passado, sob influência do item taxas de serviços e licenciamentos, com variação zero, ante 3,10% em fevereiro. O grupo Mão de Obra acelerou a 0,28% este mês, após 0,03% em fevereiro.

Os dados mostram que todos os subgrupos componentes apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. As maiores influências de alta no INCC-M de março vieram de vergalhões e arames de aço ao carbono (de 3,93% para 19,39%), tubos e conexões de PVC (de 6,24% para 7,62%), tubos e conexões de ferro e aço (9,63% para 5,64%), elevador (1,16% para 2,89%) e esquadrias de alumínio (0,67% para 3,24%).

Capitais

Das sete capitais brasileiras onde são feitas as pesquisas de preços, seis apresentaram acréscimo em suas taxas de variação: Salvador (1,09% para 2,93%), Brasília (0,62% para 1,09%), Belo Horizonte (1,04% para 1,27%), Rio de Janeiro (0,85% para 2,03%), Porto Alegre (1,11% para 2,14%) e São Paulo (1,17% para 2,25%). Já o INCC apurado em Recife teve decréscimo a 1,30%, depois de 1,40% em fevereiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade