Publicidade

Estado de Minas ENERGIA RENOVÁVEL

Setor de energia solar avança e deve gerar 147 mil novos empregos em 2021

Segundo a Sou Vagalume, Minas é atualmente um dos estados com maior expansão de energia solar, com quase 19% de toda a potência instalada no Brasil


24/02/2021 12:59 - atualizado 24/02/2021 13:50

A energia solar é uma alternativa mais sustentável para geração de eletricidade; mercado cresce no país(foto: Thinkstock/Repdrodução)
A energia solar é uma alternativa mais sustentável para geração de eletricidade; mercado cresce no país (foto: Thinkstock/Repdrodução)
Na contramão da crise política e financeira que atinge o Brasil durante a pandemia do COVID-19, o setor de energia solar registrou crescimento de aproximadamente 4% nas matrizes elétricas em 2020.

Segundo a Sou Vagalume, estimativas indicam que o setor deve gerar mais de 147 mil novos empregos e atrair R$ 22,6 bilhões em investimentos para o Brasil em 2021.

Em conferência realizada nesta terça-feira (23/02), Daniel Luz, diretor de operações da empresa, relatou que a redução no valor dos equipamentos torna um fator atraente para a expansão do setor no mercado.

A Sou Vagalume é uma empresa capitalizada focada no desenvolvimento de tecnologias para soluções energéticas. Em parceria com a DOC88, Comerc Energia e Mori Energia, constrói com seus clientes uma comunidade para compartilhamento de energia produzida em fazendas solares. A iniciativa oferece alternativa mais sustentável e econômica à população.

Segundo Daniel Luz, a geração distribuída -  energia elétrica gerada no local de consumo ou próximo a ele - é o foco do projeto desenvolvido pela companhia. 

“A geração compartilhada está limitada à área de distribuição de cada distribuidora, onde há usinas de pequeno porte de microgeração, ou seja, energia solar em prédios de empresas e residências. Ela também pode ser desenvolvida em usinas compartilhadas de maior porte, em que várias empresas utilizam da mesma fonte solar,” declarou Daniel.

Dos 4.377 MW de potência instalada em energia solar em todo o Brasil, quase 19% se encontram em Minas Gerais.  

Além de incentivar o uso de energia de forma mais responsável e sustentável, para a CEO da Sou Vagalume, Josiane Palomino, a geração distribuída oferece uma nova forma de independência de consumo de energia à população.

“O modelo compartilhado possibilita que os nossos clientes tenham opção de gerar a própria energia e ter economias em seu custo, sem ter que se preocupar com as obras. São usinas compartilhadas por diferentes pessoas e diferentes negócios”, disse a executiva.

A empresa já investiu R$ 750 milhões na construção de 34 usinas solares em diferentes cidades mineiras, e a previsão é investir mais R$ 400 milhões em 2021 para ampliar o projeto.

Como funciona


Após a Mori Energia desenvolver a implantação e operação das usinas, a Sou Vagalume, por meio de consórcios e cooperativas, possibilita que os seus clientes usufruam de uma parcela da geração compartilhada de energia solar, vinda de usinas de comunidades solares.

“Temos como propósito compartilhar energia renovável, democratizar o acesso a essa energia e fazer com que nossos clientes façam parte de um movimento além da economia, mas também da sustentabilidade", declarou Josiane Palomino, CEO da Sou Vagalume. 

O processo, desde a adesão até ao relacionamento com cliente, acontece virtualmente e já está nas cidades mineiras de Bonfinópolis, Brasilândia de Minas, Corinto, Francisco Sá, Janaúba, Lagoa Grande, Lontra, Manga, Mato Verde, Mirabela, Paracatu, Pirapora e Porteirinha.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade