Publicidade

Estado de Minas COMÉRCIO

Saiba se o produto que você quer comprar está mesmo em promoção na Black Friday

Especialistas apontam cuidados no momento de verificar o preço dos produtos


23/11/2020 15:07 - atualizado 23/11/2020 19:05

Clientes devem usar plataformas digitais ou acompanhar evolução dos preços para não ser enganado na Bllack Friday(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Clientes devem usar plataformas digitais ou acompanhar evolução dos preços para não ser enganado na Bllack Friday (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
 
Mesmo no período de pandemia do coronavírus, as promoções de Black Friday prometem agitar o mercado na próxima sexta-feira (27). Nesse período, consumidores se veem seduzidos por propostas de diversas lojas, mas nem sempre eles se sentem satisfeitos com a oferta ou mesmo com a qualidade do produto. Para isso, é fundamental que o cliente esteja atento para fazer uma boa compra ou não ser enganado.
 
Categorias como smartphones, eletrônicos, informática, eletrodomésticos, moda e saúde e beleza serão os campeões de procura na data especial. Segundo especialistas, outra forte tendência é o consumo relativo à casa, móveis e decoração, justamente devido ao crescimento do home-office.
  
Um dos maiores problemas nesta Black Friday é saber se o produto em questão está na promoção. "Existem sites atualmente como o zoom que monitoram a variação do preço do produto meses antes da Black Friday. Com isso você consegue validar qual era o valor real do produto que estava sendo vendido antes da black friday e qual o desconto real do produto durante a Black Friday. Infelizmente alguns sites usam dessa má prática, aumentando o valor do produto dias antes da Black Friday para dar um desconto percentual maior no dia", argumenta o economista Felipe Dellacqua, especialista em comércio eletrônico e vice-presidente de vendas da multinacional VTEX. 
 
Na visão do economista Ralf Germer, CEO e cofundador da PagBrasil, fintech brasileira líder no processamento de pagamentos para e-commerce ao redor do mundo, a melhor maneira de evitar as propagandas enganosas é acompanhar desde o início a evolução dos preços: "A melhor forma de saber se o desconto é, de fato, promocional, é através do monitoramento. Quem já estava pesquisando preços meses antes da Black Friday já vai ter uma boa ideia se o preço aplicado durante a data representa ou não um desconto significativo". 

Outra ideia, segundo ele, é usar algumas ferramentas digitais: "Para quem não passou semanas monitorando preços, a dica é usar a ferramenta Shopping do Google para ter uma ideia do preço médio em outras lojas, além de consultar outros buscadores e comparadores de preço. Outra ferramenta importante é o Reclame Aqui, consultar a reputação da empresa e seu histórico na Black Friday pode ser verdeiramente revelador".
 
Especialista em comércio eletrônico, Felipe Dellacqua entende que consumidor tem de acompanhar preços ao longo do ano(foto: Arquivo pessoal)
Especialista em comércio eletrônico, Felipe Dellacqua entende que consumidor tem de acompanhar preços ao longo do ano (foto: Arquivo pessoal)
 
Ralf entende que as formas de negociar o produto pode ser uma boa solução para comprá-lo mais barato: "Ficar atento aos descontos para pagamentos à vista ou no boleto bancário pode ser a chave para garantir um bom desconto adicional na Black Friday".

 
Compras pelas internet 

 
Felipe Dellacqua explica que várias lojas virtuais estarão em expansão em 2020, diminuindo a relação do cliente com a loja física: “A grande diferença de 2020 será que as lojas físicas que também participam do movimento terão suas limitações de consumidores simultâneos devido a restrições impostas pelos governos e pelo fato deste ano ter tido uma entrada grande de novas lojas online, que antes só vendiam fisicamente, e da entrada de consumidores que compraram pela loja virtual pela primeira vez e gostaram da comodidade do canal”.

“Certamente será a Black Friday mais digital de todas, dado que ainda existem diversas restrições em cidades no Brasil e, sem a vacina, a maior parte dos consumidores não irão se colocar em risco indo até uma loja física lotada de consumidores podendo aproveitar o mesmo estoque e preço pelo canal digital”, avalia o especialista.

Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima um crescimento de vendas online de 77% em 2020 no Brasil na comparação com o ano passado, entre os dias 26 de novembro e a terça-feira seguinte, dia 1º de dezembro. As vendas pela internet atingiram um valor de R$ 38,8 bilhões no primeiro semestre, de acordo com pesquisa divulgada recentemente pela Ebit/Nielsen, feita em parceria com a Elo.
 

Fraudes 

 
No entanto, os especialistas alertam que os consumidores precisam tomar cuidados com os famosos golpes da internet, tão comuns no período de Black Friday. Falsos anúncios, sites e inexistentes, não-entrega dos produtos ou qualidade diferente do que foi realmente adquirido lideram a lista de reclamações dos clientes no Procon-MG.

“O consumidor deve sempre verificar o endereço do domínio e buscar o site no Google em vez de clicar em um link recebido por e-mail, redes sociais ou mensagens. Assim, ele se certifica de que não se trata de um domínio falso.  Além disso, é sempre importante que a compra seja efetuada dentro do ambiente da loja virtual e evitar ao máximo “varejistas” que atraem o comprador para uma conversa no WhatsApp e tentam convencê-lo a fazer uma transferência bancária, com a promessa de um desconto imperdível”, ressalta Ralf Germer.

A Fecomércio apontou em estudo recente que o Brasil tem o maior índice de fraudes de identidade da América Latina, tendo prejuízos de R$60 bilhões deste tipo de crime a cada ano. Para que o consumidor tenha tranquilidade nas compras, vale a pena buscar comércios digitais ou físicos que forneçam tecnologias confiáveis para efetuar o pagamento e também para ser identificado. Nesse sentido, o reconhecimento facial é um exemplo de recurso que as lojas online utilizam em suas plataformas para garantir uma compra mais ágil e segura.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade