Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Arsesp reduz em 12,1% tarifas de gás natural para clientes industriais da Comgás


postado em 28/05/2020 19:27

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) reduziu hoje as tarifas da Comgás, maior distribuidora de gás do Brasil, no âmbito do processo de reajuste tarifário da concessionária. O principal fator que provocou a queda das tarifas de gás foi a diminuição dos custos da molécula e do transporte, atrelados ao preço do petróleo e à variação da taxa de câmbio, conforme o contrato de compra do insumo da Petrobras.

Os percentuais de redução nas tarifas variam conforme o mercado consumidor e o volume de gás demandado. A redução na tarifa do Gás Natural Veicular (GNV) foi de 14,6%. Na indústria, a queda foi de 12,1% em média, chegando até 13,3% para consumo de 1 milhão de metros cúbicos por mês (m?/mês). Já as tarifas para o comércio diminuíram 1,8%, em média. No segmento residencial, a redução foi de 1,1% para consumo de 7 m?/mês (equivalente ao uso de um fogão).

Esta é a segunda diminuição das tarifas da Comgás em 2020. Considerando a redução anterior, ocorrida em março de 2020, as quedas acumuladas são de 16,9% para o GNV, 14,1% para a indústria, 2,9% para o comércio e 2% para o residencial (com consumo de 7 m?/mês).

De acordo com a Arsesp, a margem de distribuição, que remunera a concessionária, foi reajustada em 6,2%, o que corresponde à variação do IGP-M entre maio de 2019 e abril de 2020, descontada de um fator de compartilhamento de ganhos de eficiência, o Fator X. As novas tarifas são válidas a partir de 31 de maio. A Comgás fornece gás para mais de 2 milhões de clientes em 90 municípios no Estado de São Paulo, dentre os quais cidades das regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Baixada Santista.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade