Publicidade

Estado de Minas LEVANTAMENTO

Preços dos combustíveis seguem em baixa na Região Sudeste em maio

Minas Gerais fica na posição intermediária em relação aos valores cobrados por gasolina e álcool entre os estados da região


postado em 28/05/2020 18:10 / atualizado em 28/05/2020 18:20

Anúncios recentes de aumento no repasse da gasolina às refinarias ainda não se refletiram nas bombas nesses primeiros dias do mês de maio(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press )
Anúncios recentes de aumento no repasse da gasolina às refinarias ainda não se refletiram nas bombas nesses primeiros dias do mês de maio (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press )
Como ocorreu em março e abril, o preço dos combustíveis na Região Sudeste permanece em queda na primeira quinzena de maio. De acordo com levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o gás natural veicular continua como o mais barato do Brasil, custando em média R$ 3,165, com queda de 2,41% em relação à última semana de maio. A gasolina teve queda ainda mais acentuada se comparado ao mês passado, 5,63% mais barata. Etanol e diesel tiveram, respectivamente, baixas de 6,15% e 7,18%.
 
Na pesquisa, o IPTL mostra que não houve mudanças no ranking de preços por estados em relação a abril. São Paulo continua liderando com os menores valores para todos os tipos de combustíveis pesquisados. A gasolina é comercializada a R$ 3,746, o etanol, apontado como o mais barato do Brasil, é vendido à média de R$ 2,384, o diesel comum e o S-10 são vendidos a R$ 2,974 e R$ 3,068, respectivamente; e o GNV é encontrado à média de R$ 3,029.

Já o Rio de Janeiro continua liderando com os maiores valores, com a gasolina a R$ 4,414, o etanol por R$ 3,556, o diesel, R$ 3,196 e o diesel S-10, a R$ 3,269. A única alteração no ranking de maio foi quanto ao preço mais alto do GNV que antes era de Minas Gerais, com R$ 3,370, e hoje está com o Espírito Santo por R$ 3,335.

Na visão do consultor de mercado da Edenred Brasil, Douglas Pina, os preços por enquanto não seguem o aumento nas refinarias: "No geral, o comportamento da Região Sudeste tem sido de baixa nos preços. O que mostra que os anúncios recentes de aumento no repasse da gasolina às refinarias ainda não se refletiram nas bombas nesses primeiros dias do mês".

Demais regiões



Nos postos da Região Norte estão os Estados com o menor e o maior preço médio para a gasolina em todo o país: Amapá, com o litro vendido a R$ 3,343; e Pará, a R$ 4,430. No Nordeste, o destaque é para o maior recuo para o combustível entre todas as regiões brasileiras, com baixa de 6,79%, no comparativo com o fechamento de abril.

A Região Centro-Oeste apresentou baixa para o diesel comum e tipo S-10, e para a gasolina, porém o destaque foi para o etanol, considerado o valor mais baixo do País, comercializado a R$ 2,841, e queda de 7,13% em relação a abril.

Já os postos do Sul apresentaram o menor valor médio da gasolina (R$ 3,727) e para o diesel comum e S-10, comercializados R$ 2,841 e R$ 2,905, respectivamente. O estudo revelou ainda que o GNV é 4% mais barato no Sudeste do que no Norte, com médias de R$ 3,165 e R$ 3,302, respectivamente.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade