Publicidade

Estado de Minas BLACK FRIDAY

Quais são as tendências de mercado para a Black Friday 2019

A Black Friday 2019 promete ser diferente e ainda maior que os outros anos, com novas ofertas e características de consumo.


postado em 19/11/2019 08:00 / atualizado em 12/11/2019 15:28

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

 
O nome Black Friday causou estranheza quando, em 2010, aterrissou no Brasil. Desde esse período até hoje, houve mais investimentos para que a data se tornasse famosa. É por isso que a Black Friday 2019 tende a observar um recorde de público.
 
Segundo o Google, em um estudo em parceria com a Provokers, a data já é conhecida por 99% das pessoas e a intenção de compra cresceu 58%, em relação a 2018. Para atender a um público cada vez mais exigente e interessado, algumas tendências da Black Friday 2019 prometem se destacar.
 

O crescimento da adesão em números 
 

O desenvolvimento da data no Brasil é comprovado por números. Um levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) mostra isso. Segundo a associação, o valor esperado do faturamento é de R$ 3,45 bilhões. O montante é 18% maior que a receita do ano passado.
 
Também há a expectativa de receber 10,13 milhões de pedidos, com um ticket médio de R$ 340,00. Segundo a Maurício Salvador, presidente da Associação, a tendência acompanha o crescimento de outras datas do ano.
 
“As previsões reafirmam um bom aquecimento, principalmente no meio digital, que tem cada vez mais frequência de consumidores”, pontua.
 

Os setores mais procurados na Black Friday 2019

 
Como costuma acontecer em outros anos, os consumidores darão preferência a produtos de maior valor e que já fazem parte da lista de desejos. Mesmo que não sejam os detentores dos maiores descontos, oferecem condições melhores que na maioria do ano.
É por isso que as categorias Informática, Celulares e Eletrônicos ocupa as três primeiras posições. Os itens pessoais e, em última análise, ligados às necessidades também aparecem. Para completar as cinco primeiras posições, surgem o setor de Moda e acessórios e de Casa e decoração.
 

As novidades para a data de ofertas

 
Na Black Friday 2019, será possível ver o reforço de certos movimentos e o surgimento de outras novidades. A abordagem omnichannel ou multicanal ganha força e consiste em integrar varejo online e offline. Poder comprar no site e retirar na loja, por exemplo, será ainda mais comum.
 
Inclusive, a expectativa é que o número de consumidores conectados na data se iguale ao das compras físicas. Gleidys Salvanha, diretora de negócios varejistas do Google Brasil, comemora o fato. “Estamos bem surpresos e felizes com esse dado. Já falamos sobre o equilíbrio entre o online e offline e a tendência é efetivamente do consumidor omnichannel”, celebra.
 
Além disso, é possível esperar novas ofertas de setores não tradicionais, desde cursos a automóveis. Com o interesse por um número maior de categorias, as novidades prometem ganhar destaque.
 
Outro ponto interessante é que o consumidor está mais preocupado com a segurança. Em vez de apenas olhar o preço, busca condições confiáveis para a aquisição — mesmo que isso signifique pagar um pouco mais. Então, é possível esperar uma queda nas reclamações nesse sentido.
 
O fato é que a Black Friday 2019 promete ser um sucesso na internet e fora dela. Com ofertas de todos os tipos e tamanhos, clientes e varejistas poderão aproveitar a possibilidade e obter bons resultados.
 


Publicidade