Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Cúpula do Brics foi excelente, diz Bolsonaro, que não comenta reunião com Putin

Bolsonaro não respondeu se tratou sobre as crises na Bolívia e Venezuela em reunião com o presidente da Rússia


postado em 14/11/2019 20:45 / atualizado em 14/11/2019 21:22

Bolsonaro afirmou que a presença dos líderes mostra que o Brasil é um País sério, com muito a oferecer(foto: Alan Santos/PR)
Bolsonaro afirmou que a presença dos líderes mostra que o Brasil é um País sério, com muito a oferecer (foto: Alan Santos/PR)
O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta quinta-feira, 14, que foi "excelente" a 11ª Cúpula do Brics. "Estamos recuperando a confiança, diferentemente do passado quando a agenda do presidente não era muito boa", declarou, ao chegar ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro afirmou que a presença dos líderes mostra que o Brasil é um País sério, com muito a oferecer. O presidente classificou China e Rússia como potências e disse que a África do Sul é um "país irmão".

Bolsonaro não respondeu se tratou sobre as crises na Bolívia e Venezuela em reunião com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, realizada mais cedo no Planalto. "Muita coisa reservada", disse.

O presidente destacou, no entanto, que foi resolvida "rapidamente" a invasão da Embaixada da Venezuela no Brasil por grupo ligado a Juan Guaidó, reconhecido pelo governo Bolsonaro como presidente legítimo.

PSL

Bolsonaro disse que não sabe quantos parlamentares devem acompanhá-lo ao Aliança Pelo Brasil, partido que deseja tirar do papel até abril de 2020, a tempo de lançar candidatos às eleições municipais. "Vou começar um partido pobre, sem dinheiro, sem televisão. Sem nada. Se for para lá, vai por amor. Igual a um casamento: a gente casa por amor", disse.


Publicidade