Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro diz que vai anunciar mudança histórica no crédito imobiliário

De acordo com o presidente, a medida preparada pela Caixa 'mudará a vida dos brasileiros', além de estimular a geração de empregos


postado em 15/08/2019 22:43 / atualizado em 15/08/2019 22:51

A intenção do Palácio do Planalto é reduzir em até 31,5% os júros dos financiamentos(foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil )
A intenção do Palácio do Planalto é reduzir em até 31,5% os júros dos financiamentos (foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil )
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, nesta quinta-feira (15), durante uma live no Facebook, que anunciará na próxima terça-feira (20) mudanças nas regras de concessão de crédito imobilário no país. A intenção do Palácio do Planalto é reduzir em até 31,5% os júros dos financiamentos. 
 
De acordo com o presidente, a medida preparada pela Caixa "mudará a vida dos brasileiros", além de estimular a geração de empregos. 
 
Também nesta quinta, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que o banco está próximo de anunciar, oficialmente, o lançamento de linhas de crédito imobiliário pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) com custo indexado ao IPCA - o índice oficial de inflação. 
 
O índice poderá substituir a Taxa Referencial (TR) em contratos novos de financiamento. Segundo Guimarães, o anúncio pode ocorrer na próxima semana. Guimarães disse que o Banco Central e o próprio Conselho Monetário Nacional (CMN) já aprovaram essa possibilidade. 
 
Questionado sobre os motivos para que o voto do CMN neste sentido não ter sido publicado, Guimarães desconversou. No entanto, ele lembrou que nessa quarta-feira (14) o CMN promoveu uma reunião extraordinária no Ministério da Economia. Após este encontro do CMN, foi divulgada apenas uma resolução, ligada ao financiamento de produtores de arroz.
 
“Estamos focando no setor imobiliário”, disse Guimarães a jornalistas no início da noite de hoje. Segundo ele, as linhas de crédito imobiliário indexadas a índices de inflação serão anunciadas assim que o banco estiver preparado para atender aos clientes. “Certamente, a taxa de juros do crédito imobiliário indexado ao IPCA será bem menor”, acrescentou Guimarães.
 
Com informações de Estadão Conteúdo  


Publicidade