Publicidade

Estado de Minas PREVIDÊNCIA

Para maioria da pessoas, trabalhadores do setor privado serão mais prejudicados pela Reforma da Previdência

Paraná Pesquisas entrevistou 2.264 pessoas entre 17 e 21 de junho para colher amostra sobre o tema, que tem dividido o sentimento dos brasileiros


postado em 22/06/2019 10:10 / atualizado em 22/06/2019 10:19

Comissão especial da Reforma da Previdência(foto: Marcelo Camargo/ABr)
Comissão especial da Reforma da Previdência (foto: Marcelo Camargo/ABr)

A votação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados está prevista para antes do recesso parlamentar, em 18 de julho. Os reflexos dela para o país, no entanto, têm dividido os brasileiros. Pesquisa realizada pelo instituto Paraná Pesquisas entre 17 e 21 de junho consultou 2.264 pessoas para descobrir se elas acham que a reforma vai prejudicar o trabalhador e que tipo de trabalhador será atingido.

A maior parte dos ouvidos acredita que o mais prejudicado pela Reforma da Previdência será o trabalhador do setor privado (42,1%). Em segundo lugar, ficaram os funcionários públicos (21,7%), seguidos de "ninguém" será prejudicado (12,3%) e 12,2% não souberam responder. Em último lugar, com 11,7%, ficaram os empresários e autônomos.

A pesquisa foi realizada através de entrevistas telefônicas, com habitantes de 16 anos ou mais, em 176 municípios brasileiros, abrangendo os 26 estados e o Distrito Federal. A amostra atinge grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2%.

(foto: Reprodução/Paraná Pesquisas)
(foto: Reprodução/Paraná Pesquisas)


Publicidade