Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Oposição domina início da sessão na comissão da Câmara que ouve Guedes


postado em 04/06/2019 15:55

A sessão da Comissão de Finanças e Tributação que ouve o ministro da Economia, Paulo Guedes, começou dominada pela oposição, que fez a maioria das perguntas no primeiro bloco. O deputado Pompeu de Mattos (PDT-RS) criticou a desconstitucionalização de pontos da reforma da Previdência. O deputado Fernando Monteiro (PP-PE) questionou sobre as reformas que o governo pretende fazer, especialmente a tributária. "A proposta do governo é atacar a classe média com medidas sobre dedução de educação e afins?", questionou.

A deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS) disse que a reforma da Previdência pesa sobre os mais pobres e disse que o governo mente na propaganda. "Cerca de R$ 800 milhões da reforma virão de quem ganha até dois salários mínimos", afirmou.

Coube ao vice-líder do governo na Câmara, Darcísio Perondi (MDB-RS), levantar a bola para Guedes cortar, perguntando sobre capitalização e cortes de privilégios em pensões. "Imagine o que se pode fazer em política social se moderamos um pouco as regras para pensões", completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade