Publicidade

Estado de Minas

Projeto de lei pode afetar Minha casa, minha vida

Trata-se da única fonte de financiamento do programa criado em 2009 e que, desde então, liberou R$ 421 bilhões em financiamentos para moradia popular


postado em 27/11/2018 06:00 / atualizado em 27/11/2018 09:15


Está prevista para hoje a votação do projeto de lei de autoria da senadora Rose de Freitas (MDB-ES) que pode causar sérios danos à saúde financeira do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A proposta prevê a liberação do saque do FGTS nos pedidos de demissão e não apenas quando o trabalhador é demitido. “Permitir o saque quando a demissão é solicitada pelo empregado vai comprometer a liquidez do Fundo e colocar em risco a sustentabilidade do programa Minha casa, minha vida nos próximos anos”, diz Luiz França, presidente da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias. “A Caixa vê com enorme preocupação essa proposta, já que ela compromete o setor de habitação”, afirmou Nelson de Souza, presidente da Caixa Econômica Federal. O FGTS tem papel vital no Minha casa, minha vida (foto). Trata-se da única fonte de financiamento do programa, criado em 2009 e que, desde então, liberou R$ 421 bilhões em financiamentos para moradia popular. Segundo França, só a preservação do caixa do Fundo será capaz de combater o déficit habitacional estimado em 7,7 milhões de moradias no país.

Vinícolas brasileiras temem concorrência com importados
Produtores gaúchos de vinho estão preocupados com a retomada das negociações de livre-comércio entre o Brasil e a União Europeia. Eles não querem saber de mais concorrência. Segundo o Instituto Brasileiro do Vinho, a abertura de mercado para as bebidas europeias vai matar a indústria brasileira. Na semana passada, Brasil e Chile assinaram acordo bilateral, medida que deve baratear a importação de produtos chilenos. Atualmente, 70% dos vinhos finos consumidos no país são importados.

O presidente espião
O CEO global da rede hoteleira B&B, Fabrice Collet, virá ao país nesta semana para acompanhar de perto a execução do plano de expansão da companhia no mercado nacional. Seu roteiro inclui Minas Gerais e Rio de Janeiro, estados que receberão investimentos de mais de R$ 30 milhões nos próximos meses. Além disso, Collet pretende visitar hotéis da concorrência. O objetivo é medir o nível de qualidade de instalações e serviços dos competidores.

Combustíveis em alta em Minas e no Distrito Federal
O preço dos combustíveis continua acelerando no Brasil, de acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), levantamento mensal feito com base na rede credenciada de mais de 18 mil postos. Em Minas Gerais (foto), o etanol registrou aumento de 3,19% no comparativo com setembro, sendo vendido a R$ 3,499. No Distrito Federal, os postos reajustaram os preços do etanol em 2,70%, que passou a ser negociado a R$ 3,379. O curioso é que os aumentos aconteceram mesmo depois da redução dos valores nas refinarias.

RAPIDINHAS

l A maioria das lojas aguardou com ansiedade a chegada da Black Friday, que se tornou uma das datas mais importantes do varejo. Algumas empresas, porém, fizeram o caminho oposto.

l Para evitar que seus clientes enfrentassem filas, além do estresse com o atendimento e a entrega, a empresa de colchões Zissou fechou as unidades na sexta-feira.

l Ilan Vasserman, cofundador da empresa, explica as razões. “A euforia da Black Friday vai contra o nosso propósito de redefinir a relação das pessoas com o sono”, diz o executivo. “O sono é o alicerce da saúde e do bem-estar. Pode soar óbvio, mas a noite maldormida causa indisposição e desequilíbrios que afetam o metabolismo.”

l Duas das maiores empresas chinesas de infraestrutura de telecomunicações, a Tencent e a Netease, estudam investir no Brasil, a começar pela capital paulista. Na sexta-feira, a Prefeitura de São Paulo lançou o edital para o credenciamento de empresas interessadas em ofertar internet gratuita na cidade.

l Quarenta e um jovens talentos concluíram ontem a terceira edição do programa ProLíder, criado pelo empreendedor Wellington Vitorino e voltado para o desenvolvimento de lideranças. A iniciativa funciona como um celeiro de ideias inovadoras, como um absorvente biodegradável e um e-commerce de itens descartados pelo futebol.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade