Publicidade

Estado de Minas

O primeiro aplicativo gratuito para investir na bolsa


postado em 26/11/2018 06:00 / atualizado em 26/11/2018 09:03


O mercado de capitais brasileiro é modesto se comparado com o de nações desenvolvidas, mas ele avança em ritmo veloz. Nos próximos dias será lançado no país o Trademap, o primeiro aplicativo gratuito com informações em tempo real sobre a bolsa de valores. A ideia é democratizar o acesso a informações para investidores de todos os perfis. Mesmo antes do lançamento oficial, a versão beta já tem 25 mil usuários e a expectativa dos criadores é de quadruplicar a base até o fim do ano, encerrando 2018 com 100 mil usuários ativos, número correspondente a 14% do total de pessoas físicas que atualmente investem na bolsa (foto). “O lançamento do app vem em um momento propício”, diz Nelson Massud, presidente da Valemobi, fintech responsável pela iniciativa. “Nunca no Brasil houve um número tão grande de pessoas físicas investindo em ações. Apenas em 2018, foram 110 mil novos investidores, totalizando 730 mil participantes, que transacionaram o equivalente a 18% do volume total dos negócios.”

Para estrangeiro morar no Brasil
O Brasil é um dos países mais fechados do mundo para imigrantes. Atualmente, apenas 1% da população nasceu no exterior. Isso pode mudar. Segundo a Resolução 36 publicada pelo Conselho Nacional de Imigração, estrangeiros que investirem em imóveis no país terão autorização de residência por prazo indeterminado. O investimento deverá ser igual ou superior a R$ 1 milhão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Nas regiões Norte e Nordeste, o valor mínimo do desembolso será de R$ 700 mil.

Americana John Deere expande no país
A americana John Deere, uma das maiores fabricantes mundiais de máquinas pesadas, deixará de importar três modelos de motoniveladoras para produzi-los localmente a partir de 2021. Para isso, ampliará a fábrica de Indaiatuba (SP). A empresa também anunciou a nacionalização de tratores. “Diversos fatores levam a uma expectativa positiva: o aumento da população, a formação de megacidades e a necessidade de melhorias no escoamento das safras agrícolas,” diz Roberto Marques, diretor da John Deere Brasil.

O passo mais ousado da Total
Executivos da petrolífera Total estão animados com a aquisição de parte da mineira Zema, negócio que coloca a multinacional na concorrência do mercado de distribuição de combustíveis. Em reunião com seus pares, o CEO Patrick Pouyanné afirmou que a compra é um grande passo para colocar a companhia em um dos últimos mercados ainda pouco explorados. A Total chegou a disputar a compra da rede ALE, mas acabou desistindo. Até então, a empresa atuava apenas na distribuição de lubrificantes.

28%
Foi o aumento do número de fusões e aquisições entre empresas brasileiras em outubro, na comparação com o mesmo período do ano passado. O estudo da PwC mostra a melhora do ambiente de negócios no país



“O maior problema do Brasil não é a corrupção”
Mansueto Almeida,
secretário do Tesouro Nacional, que continuará no cargo a convite do presidente eleito Jair Bolsonaro. Segundo Mansueto, políticas públicas equivocadas são mais nefastas para o país. Ele cita o programa de crédito estudantil Fies, que acumula rombo de R$ 20 bilhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade