Publicidade

Estado de Minas

Por que a passagem da Azul é a mais cara?

Azul teve o maior preço médio de passagem em voos nacionais durante o primeiro semestre deste ano


postado em 11/10/2018 06:00 / atualizado em 11/10/2018 10:53


Depois de ser apontada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) como a companhia aérea mais careira do país, a Azul estuda lançar um informativo aos seus clientes sobre a composição dos preços das passagens, principalmente em relação ao peso do custo do querosene de aviação, cotado em dólar. A Azul teve o maior preço médio de passagem em voos nacionais durante o primeiro semestre deste ano. O valor foi de R$ 422,56, enquanto a Latam registrou a tarifa média mais baixa, de R$ 294,33. A questão é que, nos aviões de menor porte fabricados pela Embraer e ATR – como os utilizados pela Azul – há uma pressão maior sobre o valor médio das passagens. Segundo um executivo da empresa, a ideia do informativo é mostrar que pagar um pouco mais pode valer a pena diante de serviços que ele garante serem melhores. “Isso sem contar com os nossos índices de pontualidade, que também estão à frente da concorrência”, assegura o profissional.

Preço de combustível de aviação é um dos mais altos

E por falar em aviação: um estudo da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) constatou que o custo do combustível é um problema crônico no país. O litro do querosene no Aeroporto Internacional de São Paulo sai, em média, por US$ 1,4. O valor é 38% superior ao praticado no Aeroporto de Heathrow, em Londres, e 150% maior do que o de Kuala Lumpur, na Malásia. “O Brasil é o único país que tem cobrança de imposto regional sobre o querosene de aviação”, diz Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

Samsung encolhe para crescer
A sul-coreana Samsung encontrou um caminho alternativo para crescer, sem depender de uma vitória na batalha contra a Apple. Projeções mostram que a Samsung deverá fechar o terceiro trimestre de 2018 com lucro recorde, mas não pelas vendas de tablets, smartphones e TVs. O avanço virá da estratégia “encolher para crescer”. O encolhimento, a propósito, é literal. Cerca de 80% do aumento de receita virá dos chips de processamento embutidos dentro de dispositivos eletrônicos.

Decisão do STJ prejudica   investidores em moedas virtuais

 

Não está fácil a vida dos investidores em bitcoin. Ontem, o Superior Tribunal de Justiça decidiu que os bancos não violam a lei ao encerrarem, sem justificativa, contas de corretoras de moedas digitais. Para quem negocia criptomoedas, trata-se de uma péssima notícia. Os ministros alegam que as instituições financeiras estão apenas cumprindo regras definidas pela regulação bancária brasileira. Nos últimos dias, a cotação da bitcoin tem despencado.

"Falei em Nova York para 500 investidores. Mercado quer inundar o Brasil de investimentos. Com Bolsonaro. Com Haddad, dois pés atrás”
. Murillo de Aragão, cientista político

 

15%

foi quanto caíram as vendas da GM na China, o principal mercado automobilístico do mundo, no último trimestre. A Volks também enfrenta problemas no país: em setembro, os negócios encolheram 11%. A queda é resultado da desaceleração da economia e das tensões geradas pela guerra comercial com os Estados Unidos


RAPIDINHAS

» A rede de atacarejo Mart Minas inaugura neste mês sua primeira unidade em Teófilo Otoni, no interior mineiro. Agora, o grupo passar a contar com 30 endereços no estado. Segunda a empresa, a ideia é abrir outras 10 unidades até 2020. A próxima será em Conselheiro Lafaiete, também no interior mineiro, prevista para novembro.
 
» O atacarejo, que passou ileso (na verdade, até cresceu) pela crise, vive uma onda inédita de investimentos. No final de setembro, o Atacadão inaugurou sua primeira loja de autosserviço em Presidente Prudente, no interior de São Paulo. Já são 160 unidades no país, distribuídas por todos os estados.
 
» Três startups brasileiras foram selecionadas para levantar US$ 1,5 milhão da Wharton Alumni Angels, grupo de investidores-anjo que tem como objetivo fomentar o empreendedorismo e a inovação. Além do capital, as empresas podem se beneficiar de uma série de parcerias estratégicas, e ainda obter até US$ 500 mil adicionais.
 
» Foram selecionadas empresas de diferentes setores: Flexipag, que oferece soluções de empréstimos usando o acesso do celular como garantia do valor emprestado; Repassa, um marketplace de roupas usadas, em que as pessoas podem vender ou doar peças antigas; e a Tutor Mundi, plataforma online de tutoria para diferentes tipos de empreendimentos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade