Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Itália prevê déficit de 2,4% do PIB para 2019, mostra proposta orçamentária


postado em 05/10/2018 06:14

O governo da Itália divulgou nesta sexta-feira suas projeções de crescimento econômico vinculadas aos planos orçamentários, uma semana após estabelecer uma meta de déficit orçamentário bem maior do que o antes projetado para o próximo ano. O governo confirmou que pretende atingir um déficit orçamentário de 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, o triplo do almejado pela administração anterior.

O governo afirma que prevê um crescimento de 1,5% no PIB de 1,5% para 2019 e de 1,6% e de 1,4% nos dois anos seguintes, respectivamente. Para este ano, projeta avanço de 1,2% no PIB, uma redução ante a expectativa anterior de 1,5%.

O governo planeja cortar impostos e elevar gastos sociais e investimentos públicos para fomentar o crescimento. As medidas planejadas, que incluem uma renda mínima para os pobres e desempregados, a redução da idade para aposentadoria e menos impostos para empresas, serão em parte financiadas com um déficit maior.

Roma afirma que almeja um déficit orçamentário de 2,4% do PIB no próximo ano, o triplo do planejado pelo governo anterior. Para 2020, projeta déficit de 2,1% do PIB e para 2021, de 1,8% do PIB. Os números corresponderiam a um avanço no chamado déficit estrutural para 1,7% do PIB em 2019 e nos anos seguintes, de 0,9% projetado para este ano. O déficit estrutural maior pode gerar questionamentos da União Europeia sobre a viabilidade do plano italiano. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade