Publicidade

Estado de Minas TECNOLOGIA

'Somos valiosos', diz Anitta em versão empresária digital

No Fire, festival de empreendedorismo na web que se encerra hoje, a cantora fenômeno revelou dicas para viralizar conteúdos na Internet, estratégia que faz muita gente faturar


postado em 28/09/2018 19:20 / atualizado em 29/09/2018 07:56

Anitta na versão empresária digital (foto: Gladyston Rodrigues/E.M/D.A Press)
Anitta na versão empresária digital (foto: Gladyston Rodrigues/E.M/D.A Press)
A revolução digital vem influenciando todas as áreas neste século 21, sobremaneira o showbizz, segmento em que não basta mais cantar, ter corpo bonito ou rebolar: é preciso apresentar conteúdo e conceito, estar atento às redes sociais e engajado com o público. Prova vem do fenômeno Anitta, cuja fama cresceu exponencialmente com a “viralização” em canais digitais – estratégia que sempre fez parte da trajetória da cantora que estourou a partir da gravação de um vídeo no YouTube – e daí não parou mais de criar para si uma imagem de super-poderosa, baseada em marketing digital recheado de posts nas redes sociais. 
Essa é a história que a diva pop contou hoje, durante palestra na quarta edição do Fire Festival, um dos mais importantes eventos de empreendedorismo, marketing e cultura digital da América Latina (AL), que termina amanhã na capital mineira. “Desde o começo da carreira, busquei gerar valor e conquistar clientes para depois querer aumentar um cachê”, disse Anitta. 
A musa falou ainda sobre geração de conteúdo relevante, da preocupação em dar feedback aos fãs e lembrou que, no cenário atual, cada produto deve ser idealizado de forma única. “Não é porquê uma ideia fez sucesso hoje que fará amanhã. O negócio é avaliar contexto, cenário sócio-político-cultural, analisar o que as pessoas estão consumindo”, apontou para plateia lotada. Por fim, a cantora reconhecida pela habilidade empreendedora lembrou que o Brasil é cenário fértil para absorver fenômenos digitais por ter grande público, audiência. “Somos valiosos”, afirmou.
Plateia antenada(foto: Gladyston Rodrigues/E.M/D.A Press)
Plateia antenada (foto: Gladyston Rodrigues/E.M/D.A Press)

 
Troca de ideias -A palestra de Anitta integrou as mais de 60 programadas para o evento, que se tornou festival nesta edição, com público de quase 3 mil pessoas e ingressos esgotados há um mês. Por lá, também circularam casos de sucesso no empreendedorismo e business digital como Amanda Felicio (Disney), Silvia Ramazzotti (Instagram), Daniel Kawano (Blizzard), Nathalia Arcuri (fundadora do Me Poupe!, maior canal de finanças do Youtube), Michelle Schneider (LinkedIn), Rafael de Los Santos (Real Madrid), Andrea Lorio (Tinder), Kiko Loureiro (músico e especialista em marketing musical), Dani Noce (fundadora do maior canal de culinária e viagens da América Latina) e Diogo Kotscho (Orlando City), entre outros.
Todos eles compartilharam com os participantes suas histórias, experiências e visões sobre o que está ocorrendo no mercado digital, numa perspectiva de onde estamos e para onde vamos. "O Fire é um festival mineiro, conta com a participação de público e expositores de diversos países, e surgiu para apresentar uma nova visão sobre o empreendedorismo digital fora do eixo Rio/São Paulo, em que a ideia principal é a troca de ideias, a exposição de produtos on-line. Participam influenciadores, professores, criadores de e-books e start-ups, entre outros produtos e serviços focados no ambiente on-line. Nosso objetivo é abrir a mente dos participantes para as novas possibilidades desse mercado em expansão”, citou Gabriel Temponi, gerente de marketing da Hotmart, plataforma para produtos digitais idealizadora do festival. 
Estratégias - De fato, basta dar uma volta para encontrar outros fenômenos das redes – não tão famosos quanto Anitta, é verdade, mas que também usaram estratégias digitais para criar negócios que crescem nos mundos virtual e real. É o caso do gaúcho Daniel Fogaça, fundador do Guia Invest, canal de cursos on-line que ensina os usuários a investir e acompanhar o mercado de ações. 
Daniel Fogaça, fundador do Guia Invest, canal que ensina como investir em ações(foto: Alexandre Guzanshe/E.M/D.A Press)
Daniel Fogaça, fundador do Guia Invest, canal que ensina como investir em ações (foto: Alexandre Guzanshe/E.M/D.A Press)
 
Com a plataforma fundada em 2008, ele faturou R$ 10 milhões no ano passado. “Nossos treinamentos têm custo variando de R$ 300 a R$ 3 mil, por meio dos quais além de ensinar e orientar fazemos análises, cotações, simulações e outros serviços que objetivam democratizar a informação e levar pessoas comuns a acessar ferramentas de finanças e a monetizar as economias a fim de chegar à independência financeira”, diz.

Conheça outras histórias de sucesso na web celebradas no Fire: 


Anderson Rey: https://youtu.be/Zt9m4fiaD7w

Geronimo Theml: https://youtu.be/mUcXLgJjbKY

Irmãos Vanassi: https://youtu.be/PcCEn9yF_xE

Charles Laveso: https://youtu.be/jj5fE9opr-c

Serviço:
Fire 2018

Até sábado, 29 de setembro, às 18h. 
Local: Palácio das Artes e Parque Municipal - Av. Afonso Pena, 1.537 - Belo Horizonte
Informações e programação: https://www.hotmart.com/fire/pt/ 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade