Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Williams diz que Fed está no caminho certo de elevar os juros gradualmente


postado em 06/09/2018 15:57

O presidente do Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) de Nova York, John Williams, disse nesta quinta-feira que a perspectiva de uma inversão da curva de juros por si só não seria suficiente para impedi-lo de apoiar novos aumentos de juros se ele achar que a economia necessita. Segundo ele, o Fed está no caminho certo de elevar os juros gradualmente.

"Acho que precisamos tomar as decisões certas com base em nossa análise de onde a economia está e para onde está indo", disse Williams a repórteres após um discurso na cidade de Buffalo, em Nova York. "Se isso exigisse que aumentássemos as taxas de juros até o ponto em que a curva de juros fosse plana ou invertida, isso não seria algo que eu considerasse preocupante por si só."

Williams estava respondendo a uma pergunta sobre o estreitamento da diferença entre os rendimentos do Tesouro de curto e de longo prazo. Quando os rendimentos de curto prazo se elevam acima dos rendimentos a longo prazo, isso é conhecido como uma inversão na curva de rendimentos, algo que muitas vezes precedeu uma recessão.

"Eu não vejo a curva de juros ou a curva de juros invertida como o fator decisivo em termos de como devemos seguir com a política", disse ele.

Segundo o dirigente, que vota nas reuniões de política monetária do Fed, o que está acontecendo com os rendimentos dos bônus este ano é natural, dada a trajetória do Fed de aumentos de taxas de curto prazo. Enquanto isso, os rendimentos de longo prazo, em parte, foram reduzidos pelos esforços de estímulo da era da crise, em que o banco central comprou títulos de longo prazo para reduzir seus rendimentos.

"Não quero aplicar mecanicamente a matemática ou a evidência de períodos anteriores a essa", de acordo com as recentes ações do banco central, disse Williams a repórteres.

Em comentários a uma audiência local, Williams continuou otimista em relação ao que chamou de "economia de ouro" que está desfrutando de ganhos estáveis e inflação em torno da meta de 2% do Fed, com fortes perspectivas de que o desemprego caia ainda mais em relação aos níveis já baixos.

Os ganhos salariais modestos na economia dos EUA são "um bom sinal de que podemos continuar a deixar esta economia crescer forte. Não estou preocupado com pressões inflacionárias tão cedo, e isso significa que podemos continuar a ser relativamente pacientes quanto à normalização da política monetária" e permitir que esta economia continue a crescer e ser forte", disse Williams.

"Não sentimos a necessidade de aumentar as taxas de juros mais rapidamente" do que o caminho atual, disse ele, sem oferecer previsões de curto prazo para o aumento das taxas. "O caminho em que estamos é bom, gradualmente [aumentando as taxas] de volta ao normal".

Williams também disse ao público que não vê sinais de desequilíbrios no setor financeiro, fazendo com que a economia cresça mais rapidamente do que ele achava. Ele também disse que vê pouca ameaça ao dólar como a moeda de reserva mais importante do mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade