Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

CSN: Clarice Steinbruch doa dois terços de ações de empresa controladora


postado em 31/08/2018 21:31

Clarice Steinbruch, uma das acionistas da CFL Participações, empresa que controla indiretamente a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), repassou, por meio de doação, dois terços de suas ações na CFL para seus filhos, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira, 31, pela siderúrgica.

Para Mônica Vidiz, foram repassadas 109.279.849 ações ON da CFL. O mesmo número de ações foi repassado para Paulo Vidiz. Clarice Steinbruch ficou com este mesmo número de ações da companhia, e além disso, tem o usofruto vitalício sobre os direitos econômicos das ações repassadas aos filhos.

Além de Clarice e seus filhos, são acionistas da CFL Léo Steibruch e o Espólio de Fabio Steinbruch, cada um com 327.838.303 ações ordinárias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade