Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

TCU multa em R$ 10 mi empreiteiras por superfaturamento no Aeroporto de Congonhas


postado em 29/08/2018 21:28

O Tribunal de Contas da União (TCU) multou em R$ 10 milhões o consórcio OAS/Camargo Corrêa/Galvão Engenharia no processo que apontou R$ 58,5 milhões de superfaturamento nas obras de reforma e ampliação do terminal de passageiros e da pista auxiliar do aeroporto de Congonhas, na cidade de São Paulo, entre 2004 e 2007.

Também foram multadas a ex-diretora de Engenharia da Infraero, Eleuza Terezinha Manzoni dos Santos Lores, em R$ 9.700.000,00, e a engenheira Maria Cristina Ponchon da Silva, em R$ 135.000,00.

O valor do contrato assinado entre a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e o Consórcio OAS/Camargo Corrêa/Galvão chegou de R$ 188 milhões após aditivos.

Além do processo julgado nesta quarta-feira, há um outro que foi aberto diante de indícios de superfaturamento em um outro contrato envolvendo as obras na pista principal do Aeroporto de Congonhas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade