Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Índice de cheques devolvidos por falta de fundos é de 1,83%, o menor em 8 anos


postado em 22/08/2018 10:22

O índice que mede o volume de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos atingiu 1,83% em julho na comparação com 1,99% em junho, conforme a Serasa Experian. Além disso, ficou menor na comparação com o sétimo mês do ano passado, de 1,93%. O resultado de julho de 2018 é o menor para o mês desde 2010, quando foi de 1,74%, informa.

Do total de 37.410.500 documentos compensados no País em julho, 684.887 cheques foram devolvidos. No acumulado dos sete meses de 2018, o montante somou 258.472.324, com 15.146.046 cheques sem fundo (1,99%).

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, juros mais baixos, inflação sob controle e menor utilização dos cheques como meio de pagamento explicam o recuo da inadimplência.

Conforme a entidade, todas as regiões do País apresentaram decréscimo no volume de cheques devolvidos pela segunda vez por insuficiência de fundos. O maior e o menor porcentuais em relação ao total de compensações continuaram, respectivamente, com Nordeste (3,43%) e Sul (1,49%). Os demais locais também mantiveram suas posições no ranking no período em análise.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade