Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

China diz que pretende manter crescimento econômico estável no 2º semestre


postado em 31/07/2018 10:23

A China pretende manter o crescimento estável, com um avanço "saudável" da economia no segundo semestre de 2018, embora tenha emitido uma nota de cautela sobre os desafios externos, informou a agência de notícias estatal Xinhua nesta terça-feira, citando como fonte da informação uma reunião do Politburo, o mais alto órgão de tomada de decisões nacional, comandada pelo presidente Xi Jinping.

O país deve fazer esforços para estabilizar o emprego, o comércio e o setor financeiro, bem como as expectativas do mercado, declarou o Politburo, segundo a imprensa oficial. A nota da Xinhua disse que o Politburo acredita que a política fiscal deve ter um papel maior no estímulo à demanda doméstica. Isso indica que Pequim ampliará os esforços para impulsionar a segunda economia global, em meio a sinais de desaceleração.

No segundo trimestre, Pequim pretende dar mais ênfase à geração de empregos, disse a Xinhua. Apesar das preocupações quanto à desaceleração, o país continuará em sua campanha de desalavancagem, mas com controle adicional sobre o ritmo e a intensidade, afirmou.

A China também planeja avançar com "três batalhas duras", na prevenção de importantes riscos financeiros, na redução da pobreza e no combate à poluição, reportou a Xinhua. Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade