Publicidade

Estado de Minas

Kudlow, dos EUA, vê mais cortes de impostos e crescimento econômico de 4%


postado em 18/07/2018 11:18

São Paulo, 18 - O diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, comentou nesta quarta-feira que novas medidas pró-crescimento podem ser adotadas em breve, como novos cortes de tributos no horizonte, podendo levar a economia a crescer a 4% por "um trimestre ou dois".

Em entrevista à CNBC, Kudlow observou, no entanto, que o número do Produto Interno Bruto (PIB) poderia causar perdas de receita no curto prazo. Os cortes de impostos são parte do plano do governo para garantir o crescimento econômico. "Estamos chegando a 3% [de crescimento] e podemos chegar a 4% por um trimestre ou dois", afirmou.

Em relação a disputa comercial com os chineses, o conselheiro disse que a "China deveria reduzir suas barreiras tarifárias e não-tarifárias e se abrir para os negócios". Apesar disso, disse não acreditar que o líder chinês, Xi Jinping, quisesse fazer um acordo e, sem progresso nas negociações até o momento, o presidente americano, Donald Trump, continuaria a pressionar.

Na semana que vem, Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, está programado para ir a Washington com uma "oferta muito importante de livre comércio", disse Kudlow.

(Monique Heemann, com informações da Dow Jones Newswires)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade