Publicidade

Estado de Minas

GLP empresarial fica 57,52% mais caro do que gás residencial, diz Sindigás


postado em 04/07/2018 17:24

Rio, 04 - O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que depois do aumento de 4,4% anunciado nesta quarta-feira, 4, pela Petrobras para o gás de cozinha (GLP 13 kg) a diferença entre o preço do gás empresarial para o residencial foi para 57,52%. Em relação ao preço praticado no mercado internacional, o "ágio" da Petrobras seria de 25,45%, segundo o Sindigás.

"Esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial as empresas que operam com uso intensivo de GLP", disse o Sindigás em nota.

Segundo a entidade, os ajustes do gás de cozinha irão variar entre 4,2% e 4,6%, dependendo do polo de suprimento. O aumento vale a partir de quinta-feira, 5.

(Denise Luna)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade