Publicidade

Estado de Minas

Parceria entre França e Brasil na logística


postado em 28/06/2018 06:00 / atualizado em 28/06/2018 09:17

(foto: Arte/Soraia/Piva)
(foto: Arte/Soraia/Piva)

A francesa Tereos, segunda maior produtora de açúcar do mundo, fechou parceria com a brasileira VLI, especializada em transporte ferroviário, para um investimento conjunto destinado à construção de armazéns de açúcar no estado de São Paulo. O acordo prevê o transporte de 1 milhão de toneladas do produto bruto por ano. Os armazéns serão instalados dentro do sistema ferroviário da VLI, que começa no interior e termina no Porto de Santos. Em um ano, a Tereos investirá um total de R$ 145 milhões. A VLI também aportará R$ 60 milhões em dois anos. Para Alexis Duval, diretor-presidente da Tereos, os desembolsos reforçam a necessidade de desenvolver a logística no Brasil e a relevância da divisão brasileira de açúcar para o grupo. “É uma grande oportunidade para a Tereos ter uma parceria de longo prazo com uma empresa líder em logística”, diz o executivo. “Este investimento certamente fortalecerá a presença da Tereos no Brasil.”

Maior conglomerado do Peru pretende investir no Brasil
O grupo varejista InRetail, maior conglomerado empresarial do Peru, enviou nesta semana dois emissários ao Brasil para colher de perto informações a respeito do varejo nacional. Os peruanos querem comprar shoppings e bens imobiliários em grandes capitais brasileiras, como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. A companhia, que tem capital aberto na bolsa de Lima, avalia que a recente crise econômica no Brasil pode ser uma oportunidade para encontrar ativos baratos.

A inovação que vem da borracha
A holandesa Arlanxeo, líder mundial na produção de borracha sintética, desenvolveu um produto, o Buna SL, que promete reduzir o consumo de combustível entre 5% e 10%. Segundo a empresa, o composto tem potencial para ser usado em veículos de passeio. A tecnologia foi desenvolvida no Brasil pela unidade de negócio TSR, que está produzindo o artefato na planta de Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. A ideia é exportar a novidade para Ásia e Europa.

As urnas eletrônicas são invioláveis?
As teorias da conspiração sobre a vulnerabilidade das urnas eletrônicas surgem sempre em anos eleitorais. Elas são de fato seguras? Resistem à ação de hackers? Segundo Rodrigo Coimbra, chefe da seção de Voto Informatizado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atacar todo o sistema demandaria um esforço muito grande, custo elevado e deixaria rastros. Teoricamente, seria preciso que um fraudador ficasse de prontidão em cada uma das seções eleitorais. No Brasil, há mais de 400 mil delas. 

R$ 7.922
é o valor médio do metro quadrado em Brasília, o mais caro do país segundo levantamento realizado pelo Wimoveis. A cidade de São Paulo aparece em segundo lugar no ranking (R$ 6.208), seguida por Rio de Janeiro (R$ 5.944)

RAPIDINHAS

- A CentralAr.com, dona de um faturamento anual de R$ 300 milhões e maior e-commerce de equipamentos de ar-condicionado do Brasil, estabeleceu como meta encerrar 2018 comemorando a marca de 220 mil equipamentos vendidos, o que representará um recorde. No ano passado, foram atendidos 200 mil pedidos.
 
- A Gucci foi a marca de luxo que mais cresceu em valor de mercado no ano passado, segundo o estudo BrandZ. O montante chegou a US$ 22,4 bilhões, o que representa um avanço de 66% em relação a 2016. A lista das mais valiosas continua a ser liderada pela Louis Vuitton, cotada a US$ 36 bilhões.
 
- A grife Aramis, especializada em trajes sociais, largou forte em 2018. Nos três primeiros meses do ano, as vendas cresceram 30%, enquanto no ano passado inteiro o avanço foi de 20%. Uma das explicações para o resultado positivo é a forte comunicação digital em redes sociais como Instagram, Linkedin e Twitter.
 
- Não são apenas as grandes redes de franquias que registram forte crescimento no país. A Mr. Kids, microfranquia especializada em vending machines, conquistou a marca de 140 clientes neste ano. “O plano de expansão para 2018 é agressivo”, diz Antônio Chiarizzi, fundador da Mr. Kids. “Nosso objetivo é conquistar 50 novos franqueados.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade