Publicidade

Estado de Minas

Investimento no País em 2017 soma US$ 70,332 bi, menor valor desde 2013, diz BC


postado em 26/01/2018 11:30

Brasília, 26 - O Investimento Direto no País (IDP) somou US$ 70,332 bilhões em 2017, informou nesta sexta-feira, 26, o Banco Central, por meio da Nota do Setor Externo à imprensa. Este é o menor valor anual desde 2013, quando o País recebeu US$ 69,686 bilhões em investimentos. Em 2016, o IDP havia somado US$ 78,248 bilhões.

O investimento direto de 2017 ficou perto do piso das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast, que iam de US$ 70,300 bilhões a US$ 80,000 bilhões, com mediana de US$ 75,000 bilhões. Pelos cálculos do Banco Central, o IDP de 2017 somaria US$ 75,0 bilhões. Para 2018, a instituição projeta US$ 80,0 bilhões.

O resultado do IDP no ano passado corresponde a 3,42% do Produto Interno Bruto (PIB).

Dezembro

Em dezembro, o IDP atingiu US$ 5,407 bilhões, de acordo com o Banco Central. O valor ficou dentro das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast, que iam de US$ 5,300 bilhões a US$ 15,400 bilhões, com mediana de US$ 10,000 bilhões.

Taxa de rolagem

O Banco Central informou que a taxa de rolagem de empréstimos de médio e longo prazos captados no exterior ficou em 90% em dezembro. Esse patamar significa que não houve captação de valor em quantidade similar para rolar compromissos das empresas no período. O resultado ficou acima do verificado em dezembro de 2016, quando a taxa havia sido de 55%.

De acordo com os números apresentados nesta sexta pelo BC, a taxa de rolagem dos títulos de longo prazo, antes chamados de "bônus, notes e commercial papers", ficou em 81% em dezembro. Em igual mês de 2016, havia sido de 82%. Já os empréstimos diretos atingiram 98% no mês passado, ante 41% de dezembro do ano anterior.

No acumulado de 2017, a taxa de rolagem total ficou em 99%. Os títulos de longo prazo tiveram taxa de 115% e os empréstimos diretos, de 95% no período. Para 2018, o BC projeta uma taxa de rolagem de 100%.

Investimento em ações

O investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 2,755 bilhões em dezembro de 2017, informou o Banco Central. Em igual mês do ano anterior, o resultado havia sido positivo em US$ 1,254 bilhão.

No acumulado de 2017, o saldo ficou no azul em US$ 5,674 bilhões. A projeção do BC era de que os investidores estrangeiros deixariam saldo positivo de US$ 3,0 bilhões em ações este ano no País. Em 2016, o saldo havia sido positivo em US$ 10,586 bilhões.

Renda fixa

Já o saldo de investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no País ficou negativo em US$ 5,724 bilhões em dezembro e negativo em US$ 5,066 bilhões no acumulado de 2017. A estimativa do BC era de saldo zero na renda fixa no ano passado. Em dezembro de 2016, o investimento em renda fixa pelos estrangeiros havia sido negativo em US$ 2,027 bilhões e, no acumulado de 2016, negativo em US$ 26,664 bilhões.

(Fabrício de Castro e Eduardo Rodrigues)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade