Publicidade

Estado de Minas

Bancos são campeões de queixas em ações judiciais no Brasil, diz CNJ

De acordo com o departamento de pesquisas do conselho, 39% das ações no ano passado foram contra instituições financeiras


postado em 08/05/2017 13:35 / atualizado em 08/05/2017 13:47

Os brasileiros estão procurando mais a Justiça contra os serviços bancários(foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)
Os brasileiros estão procurando mais a Justiça contra os serviços bancários (foto: Gil Ferreira / Agência CNJ)

Os brasileiros estão procurando mais o Judiciário para reclamar de serviços bancários. Estudo do Departamento de Pesquisas Judiciárias do Conselho Nacional de Justiça mostrou que, entre 2014 e 2016, houve um aumento de 10 pontos percentuais no número de processos envolvendo bancos. As reclamações contra instituições financeiras somaram 39% do total de ações apresentadas no ano passado no campo do direito do consumidor.

De acordo com os dados do CNJ, o setor bancário foi o campeão de queixas levadas à Justiça. O país tem 173 bancos, de acordo com os números mais recentes da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN).

No ranking de queixas, depois dos bancos, aparecem as empresas de telefonia, com 18% dos processos, e as prestadoras de plano de saúde, com 8% do total de ações. Segundo o levantamento, o problema que mais originou ações em 2016 foi a responsabilização do fornecedor.

A indenização por dano moral foi o item mais pedido nestas causas, com 67% dos pedidos. De acordo com números do CNJ, as ações de defesa do consumidor representaram 13% do total submetido à Justiça em 2016.(Com informações da assessoria do CNJ).

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade