Publicidade

Estado de Minas

Pedágio na BR-040 começa nesta quinta-feira

Motoristas que cruzarem de carro nove das 11 praças de pedágio pagarão R$ 4,60


postado em 29/07/2015 16:00 / atualizado em 29/07/2015 17:27

(foto: Beto Novaes/EM/DA Press )
(foto: Beto Novaes/EM/DA Press )

A cobrança de pedágio na BR-040 começa nesta quarta-feira. A partir de meia-noite, os motoristas que cruzarem nove das 11 praças entre Brasília e Juiz de Fora vão pagar entre R$ 4,60 (automóvel) e R$ 27,60 (caminhão com reboque de seis eixos). As cabines de pagamento estão localizadas em Paracatu, Lagoa Grande, João Pinheiro, São Gonçalo do Abaeté, Felixlândia, Curvelo, Capim Branco e Barbacena. Em Itabirito e Conselheiro Lafaiete, ainda não foi autorizada a cobrança.

A cobrança começa 15 meses depois da assinatura do contrato de concessão da rodovia. No período, a Via 040, empresa do grupo Invepar, duplicou 56 quilômetros, entre Luziânia e Cristalina, em Goiás, e em João Pinheiro, no Noroeste de Minas Gerais. A empresa tem cinco anos para duplicar 557 dos 963,8 quilômetros do trecho – o restante já está duplicado.

No segundo ano de trabalhos, a concessionária deve manter o canteiro de obras em Goiás, segundo cronograma divulgado pela ANTT. A Via 040 informa que novos trabalhos de duplicação podem ser feitas em João Pinheiro. Além disso, o trecho entre Nova Lima e Conselheiro Lafaiete passará a ser padrão 1A. Para isso, pontes e viadutos serão duplicados; pistas vão ter 3,6 metros de largura e acostamentos terão 2,5 metros e barreiras irão ser construídas para dividir os dois sentidos da rodovia. Ao todo, 28,4 quilômetros terão melhorias.

Os motoristas com destino ao Rio de Janeiro terão que pagar tarifa em outras três praças na BR-040. Isso porque o trecho depois de Juiz de Fora já era administrado pela iniciativa privada.

Protesto

Mesmo com as obras, moradores e produtores rurais de Cristalina protestaram nesta quarta-feira contra a instalação da praça na cidade. Cerca de 100 pessoas fecharam os dois sentidos da rodovia no começo da tarde. Eles são contra a localização da praça. O Ministério Público Federal inclusive emitiu recomendação à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para suspender a autorização de cobrança desta praça.

O MPF considera que os moradores serão onerados excessivamente por a praça estar localizada em perímetro urbano. “Os produtores da região terão que passar diversas vezes pelo pedágio no caminho até as fazendas, o que pode encarecer os produtos e levar, inclusive, à inviabilização da atividade rural”, diz trecho do documento.

Sobre os protestos, a Via 040 afirma que retornos provisórios serão construídos em Cristalina até o fim do mês. “No segmento em questão, está prevista a implantação de retornos em desnível, equipamentos que permitem aos veículos cruzarem a rodovia por cima ou por baixo das pistas, garantindo elevados índices de segurança e fluidez”, diz trecho da nota assinada pela empresa.

Tabela de preços

Automóveis, caminhões e furgões: R$4,60
Motocicletas, motonetas e bicicletas moto: R$ 2,30
Caminhões leves, ônibus, tratores, caminhões e automóveis com reboque: R$ 9,20
Automóveis e caminhonetes com semirreboque: R$ 6,90
Caminhões, caminhões trator, caminhões trator com semirreboque e ônibus de três eixos: R$ 13,80
Caminhões com reboque e caminhão trator com semirreboque de quatro eixos: R$ 18,40
Caminhões com reboque e caminhão trator com semirreboque de cinco eixos: R$ 23,00
Caminhões com reboque e caminhão trator com semirreboque de seis eixos: R$ 27,60
Fonte: Via 040


Publicidade