Publicidade

Estado de Minas

Receita Federal diz que seu site voltou a funcionar normalmente

No primeiro dia de IR 2015, contribuintes enfrentaram lentidão por "excesso de downloads". Temporada de entrega teve início hoje e e se estenderá até o dia 30 de abril


postado em 02/03/2015 11:18 / atualizado em 05/03/2015 13:37

A Receita Federal informou na tarde desta quarta-feira que sua página na internet voltou a funcionar normalmente. Pela manhã, contribuintes não estavam conseguindo abrir o site para baixar o programa de declaração do Imposto de Renda (IR) deste ano por "excesso de downloads". Segundo o Fisco, "durante o início da manhã algumas pessoas relataram dificuldade para baixar o programa. A Receita informa que o fato ocorreu devido ao excesso de downloads e esclarece que o problema foi rapidamente solucionado", diz.

A temporada do Imposto de Renda da Pessoa Física 2015 (ano-calendário 2014) teve início nesta segunda-feira e se estenderá até o dia 30 de abril. A expectativa do Fisco é de que 27,5 milhões de pessoas apresentem a declaração. Quem recebeu mais de R$ 26,8 mil em rendimentos tributáveis ao longo de 2014, por exemplo, está obrigado a prestar contas à Receita Federal.


O download do programa está disponível desde as 8h no site da Receita Federal (acesse a página aqui). Quem quiser usar os dispositivos móveis terá de baixar a versão 2015 do aplicativo m-IRPF - que estará disponível nos sistemas iOS (Apple) e Android (Google).

Neste ano, o app foi atualizado com novos campos, como informações do cônjuge ou companheiro - mas ainda tem diversas limitações. Quem teve rendimentos tributáveis do exterior ou ganho de capital na alienação de bens ou direitos, por exemplo, não poderá usar o m-IRPF. Em 2014, apenas 144 mil contribuintes entregaram o documento por meio de tablets e smartphones.

Outro aplicativo, lançado no fim do ano passado pelo Fisco, é o rascunho IRPF 2015. Quem fez uso da novidade conseguiu preencher antecipadamente a declaração e agora pode apenas transferir os dados para o documento definitivo. Ao reduzir o tempo de envio, o contribuinte aumenta as chances de receber a restituição logo nos primeiros lotes. O primeiro pagamento costuma ser em junho, com preferência para idosos e pessoas com doenças graves.

A entrega da declaração pode ser feita até as 23h59 do dia 30 de abril. Quem enviar com atraso estará sujeito a multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. (Com Agência Estado)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade