Publicidade

Estado de Minas

BH ganha sede de programa de aceleração de startups

Programa incentiva projetos com recursos que podem variar de R$ 68 mil a R$ 80 mil ao longo de seis meses


postado em 17/01/2014 17:16 / atualizado em 17/01/2014 19:23

O governo mineiro inaugurou nesta sexta-feira um espaço dedicado ao Seed, programa de incentivo a aceleração de startups, empresas de base tecnológica. Ao todo, serão investidos R$ 9,6 milhões no projeto. “A ideia é transformar Minas num polo tecnológico reconhecido mundialmente”, disse o governador Antonio Anastasia, durante a inauguração do prédio, que fica no Bairro de Lourdes.

O programa, anunciado pelo governo em setembro do ano passado, será realizado em duas rodadas e fomentará, no total, 80 projetos com recursos que podem variar de R$ 68 mil a R$ 80 mil ao longo de seis meses, além de mentoria, workshops, cursos e palestras, coworking e conexão com uma comunidade global de empreendedores.


Qualquer pessoa, inclusive de outros estados e países, poderá participar, não sendo necessário CNPJ. Para isso, basta se comprometer a viver em Belo Horizonte durante o período de realização do programa.

As 40 startups selecionadas para a primeira turma foram anunciadas em novembro do ano passado, sendo que mais de 1,3 mil empresas, de 32 países, concorreram. Foram selecionados projetos do Brasil e de outros seis países (Chile, Espanha, França, Índia, Itália e Uruguai), que estão trabalhando no espaço compartilhado desde 13 de janeiro. Os empreendedores brasileiros iniciaram suas atividades em 16 de dezembro de 2013.

Todos os projetos receberam feedback com a justificativa de suas notas em cada critério. Atualmente, são 99 empreendedores tralhando. As inscrições para a segunda turma do Seed, que também contará com 40 startups, começaram no dia 13 de janeiro e irão até 3 de fevereiro.As inscrições podem ser feitas pelo site: seed.mg.gov.br.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade