Publicidade

Estado de Minas

Com Vale e EUA, Bovespa registra 4º queda seguida e renova mínima de 2013


postado em 07/02/2013 19:09 / atualizado em 07/02/2013 20:02

Mais uma vez pressionado por uma blue chip, o Ibovespa registrou mais um dia de fortes perdas, a quarta seguida - o que não ocorria desde novembro de 2012. O índice, que chegou a abrir em alta, não conseguiu sustentar os ganhos após a abertura das bolsas nos EUA e encerrou o dia em baixa de 0,98%, aos 58.372 pontos - menor patamar desde 6 de dezembro de 2012, quando alcançou os 57.656 pontos. O giro financeiro foi de R$ 8,06 bilhões.

O índice foi bastante pressionado pelo desempenho negativo da Vale, que detém participação de cerca de 11% no índice. Os papéis ordinários da mineradora recuaram 2,79%, cotados a R$ 39,03, seguidos pelos preferenciais, que caíam 2,70%, aos R$ 37,46. Juntas, essas duas ações respondem por 11,7% da composição do Ibovespa. O desempenho negativo da Vale na bolsa reflete diversos fatores, entre eles as projeções ruins para o resultado da companhia, principalmente em função das baixas contábeis de US$ 4,2 bilhões.

Dólar atinge menor cotação desde maio de 2012

O dólar fechou esta quinta-feira em baixa de 0,85% no balcão, cotado a R$ 1,9720, a menor cotação desde 11 de maio de 2012, quando marcou R$ 1,9520, e a maior baixa porcentual desde 28 de janeiro deste ano.

Na máxima da sessão, a moeda americana marcou R$ 1,9900 (+0,05%) e, na mínima, vista perto das 12h30, atingiu R$ 1,9600 (-1,46%) – também o menor patamar intraday desde 11 de maio do ano passado, quando a moeda chegou a recuar a R$ 1,940 durante a sessão.

Com InfoMoney

 


Publicidade