Publicidade

Estado de Minas

Dia dos Namorados mexe com o coração e o bolso

Venda de presentes para os casais vai movimentar mais de R$ 2,1 bi no comércio de BH, com alta de 6% frente a 2011


postado em 02/06/2012 06:00 / atualizado em 02/06/2012 08:14

Joana Mourão aposta nos kits para fisgar a clientela apaixonada(foto: Jackson Romanelli/EM/D.A Press. )
Joana Mourão aposta nos kits para fisgar a clientela apaixonada (foto: Jackson Romanelli/EM/D.A Press. )

O comércio de Belo Horizonte deve faturar R$ 2,15 bilhões com o Dia dos Namorados. As vendas da data só perdem para as do Natal e as do Dia das Mães. O volume, que corresponde a aumento de 6% ao apurado na edição de 2011 (R$ 2,03 bilhões), foi estimado pela Câmara de Dirigentes Lojistas da capital (CDL-BH) com base numa pesquisa feita com 200 filiados. O levantamento apontou ainda que 76,4% dos empresários acreditam que os pombinhos vão gastar, no máximo, R$ 100 com o presente. Novamente, os campeões de vendas serão os negociantes de vestuário, calçados, CDs, DVDs, eletrônicos, perfumes, joias e flores.

A lista de empresários beneficiados com o Dia dos Namorados também inclui os donos de bares e restaurantes. “Atualmente, a data é importante não só para as lojas, mas também para os setores de serviço, lazer e gastronomia. Além das tradicionais promoções (em alguns setores), o de restaurantes e restaurantes sempre preparam novidades em 12 de junho”, reforça o presidente da CDL-BH, Bruno Falci.

Na cervejaria Devassa, por exemplo, uma “cupida” vai presentear com brindes e bebida os casais que se beijarem por 30 segundos ou mais. A promoção começou ontem. Diretor da churrascaria Baby Beef, Eduardo Borba também está otimista com a data. Ele acredita que a casa vai servir 1,4 mil rodízios, o que significa um aumento de 55% em comparação a um sábado ou domingo.

A maioria dos empresários ouvidos pela CDL (85,29%) acredita que o parcelamento no cartão de crédito será a forma de pagamento mais usada no Dia dos Namorados. Em seguida, aparecem as compras quitadas no cartão próprio da loja (7,35%), no cartão de débito (2,94%), em dinheiro (1,47%) e parceladas no cheque (1,47%) ou no carnê/crediário (1,47%).

O presidente da CDL-BH acrescenta que o Dia dos Namorados apresenta forte apelo emocional, beneficiando tanto o mercado masculino quanto o feminino. Especialistas ressaltam que boa estratégia de venda é montar kits para o público feminino. Nesse caso, a medida atrai principalmente o comprador masculino. Sócia da Equipage, grife especializada em calçados e artigos femininos, a empresária Joana Mourão, está animada com os kits oferecidos na loja: “Esperamos crescimento de 12% em relação ao ano passado”.

Outra fórmula bastante usada para atrair a clientela é o sorteio de brindes e viagens. No Shopping Cidade, por exemplo, quem comprar R$ 300 no local vai concorrer a uma viagem, com acompanhante, a Paris. Um veículo zero quilômetro também será entregue a outro sortudo. “Paris é uma das cidades mais românticas do mundo e tem tudo a ver com a proposta da nossa campanha, que é aguçar os sonhos dos casais apaixonados”, disse Carolina Vaz, gerente de marketing do Shopping Cidade.

O Boulevard Shopping também aposta numa viagem romântica para alavancar as vendas. O consumidor que gastar pelo menos R$ 200 receberá um cupom para participar de dois sorteios cujos prêmios são um fim de semana num hotel cinco estrelas do litoral da Bahia. O gerente de Marketing do mall, Daniel Vieira, estima que o empreendimento vai registrar um aumento de 25% no volume de negócios.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade