Publicidade

Estado de Minas

Preços do setor de educação desaceleram alta do IPCA


postado em 05/04/2012 09:45

O freio na inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em março deveu-se à forte redução na variação dos preços do grupo Educação, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA de março, de 0,21%, é 0,24 ponto porcentual menor que o registrado em fevereiro, ou seja, menos da metade do índice do mês anterior.

O grupo Educação, principal influência em fevereiro, saiu de uma alta de 5,62%, com um impacto de 0,25 ponto porcentual naquele mês, para uma variação de 0,54% em março, o mesmo que uma contribuição de apenas 0,02 ponto porcentual na formação do IPCA.

Em março, apenas os grupos Alimentação e Transportes registraram avanço na inflação. O grupo Alimentação e Bebidas teve aumento de 0,19% em fevereiro e de 0,25% em março, enquanto Transportes reverteram a queda de -0,33% para uma alta 0,16%.

Os demais grupos tiveram resultados inferiores, o que contribuiu para a desaceleração do índice: Habitação saiu de 0,60% para 0 48%; Artigos de Residência de 0,06% para -0,40%; Vestuário de -0 23% para -0,61%; Saúde e Cuidados Pessoais de 0,70% para 0,38%; Despesas Pessoais de 0,88% para 0,55%; e Comunicação de -0,17% para -0,36%.


Publicidade