Publicidade

Estado de Minas

Cresce demanda por papéis indexados ao IPCA


postado em 30/01/2012 13:07

Com a alta da inflação no ano passado, os papéis indexados ao IPCA tiveram forte procura pelos investidores. O estoque desses papéis no total da Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) foi o que mais cresceu em 2011. Entre 2010 e 2011, o estoque de NTN-B, que é o título corrigido pelo IPCA, teve um incremento de 21,24%. Embora o aumento do estoque não indique, na prática, o total de vendas do Tesouro, esta é uma sinalização da elevação da demanda dos investidores, que procuraram, no ano passado, maior rentabilidade ou uma proteção da alta da inflação.



O estoque dos papéis prefixados registrou um crescimento menor no mesmo período. Enquanto o estoque da LTN (títulos prefixados com prazos de vencimento mais curtos) subiu 13,43% em 2011, o estoque das NTN-F (títulos prefixados com prazos mais longos) teve expansão de 10,49%. O estoque das LFTs, papéis atrelados à taxa básica de juros (Selic), que o Tesouro quer diminuir subiu 5,17% no ano passado. Já o estoque das NTN-C, títulos corrigidos pelo IGP-M, caiu 3 44%. A queda é decorrente de o Tesouro não oferecer mais estes papéis há alguns anos aos investidores.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade