Publicidade

Estado de Minas

Investimentos da Eletrobras batem recorde em 2011


postado em 27/12/2011 17:11

Os investimentos feitos pela Eletrobras alcançaram até novembro R$ 8 bilhões e devem chegar a R$ 9 bilhões este ano. “É um recorde absoluto”, comemorou nesta terça-feira o presidente da holding, José da Costa. O número representa 90% de realização em relação ao investimento previsto inicialmente de R$ 10 bilhões e 75% em relação ao orçamento de investimentos revisado para R$ 12 bilhões, informou.

Em 2012, a Eletrobras pretende investir R$ 13,3 bilhões, “já aprovados”. Será o maior valor da história da empresa, que completará 50 anos.

Dos R$ 13,3 bilhões, R$ 6,80 bilhões serão investidos no setor de geração, R$ 3,87 bilhões em transmissão e R$ 1,86 bilhão em distribuição. O restante, R$ 768 milhões, será aplicado em pesquisas, infraestrutura e qualidade ambiental.

Os R$ 13 bilhões correspondem a 40% do investimento total do setor elétrico brasileiro previsto até 2020, da ordem de R$ 320 bilhões, dos quais R$ 200 bilhões serão destinados à geração, R$ 40 bilhões à transmissão e R$ 80 bilhões ao setor de distribuição.


José da Costa destacou a importância, para a Eletrobras, de construir nos próximos anos grandes usinas hidrelétricas com mais de 500 megawatts (MW) de capacidade, além de complementar linhas de transmissão para escoar energia para as regiões Sudeste e Centro-Oeste, “onde se concentra a maior carga de consumo do país”.

O diretor de Finanças e de Relações com Investidores da empresa, Armando Casado, disse que os investimentos programados para 2012 preveem lançamento de bônus no exterior no valor de US$ 2 bilhões. Somando as captações externas e no mercado interno, os recursos atingem R$ 3,9 bilhões.

Em financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dos fundos constitucionais do Nordeste e Centro-Oeste, a empresa somará recursos no montante de R$ 4,1 bilhões, aos quais se somarão empréstimos do Banco Mundial (Bird), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e banco de fomento do governo alemão (KFW) no valor de R$ 900 milhões. Com recursos próprios, serão investidos R$ 4 bilhões.

Em outubro de 2011, a Eletrobras captou US$ 1,75 bilhão com lançamento de bônus no exterior, conseguindo os juros mais baixos já obtidos pela companhia (5,75% ao ano). A operação tem vencimento em dez anos e foi a maior já efetuada pela estatal no mercado de bônus, ressaltou Casado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade