Publicidade

Estado de Minas

PIB zero vai provocar revisão para baixo das estimativas de crescimento da indústria este ano


postado em 06/12/2011 15:14

O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, que não avançou em relação ao trimestre anterior, fará com que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) reveja para baixo as projeções de crescimento para este ano. A estimativa atual está em 2,2% para a indústria e 3,4% para o PIB. Os novos números vão ser fechados na semana que vem, quando a confederação divulgará o balanço anual do setor e as projeções para 2012.

Em nota, a CNI ressaltou que “tal recuo [do PIB em relação às expectativas] reflete a

perda de competitividade crescente da indústria, provocada pela valorização cambial e pela falta de avanços substantivos nos custos de produção que atenuem essa desvantagem”. O documento também destacou que “os efeitos da crise internacional continuam atingindo a manufatura brasileira”.

A CNI demonstrou preocupação com o crescimento zero do PIB no terceiro trimestre, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para a entidade, o setor industrial é o que mais sofre com a piora do cenário internacional e com a falta de medidas de incentivo à produção. “O quadro atual é de alerta para o setor industrial. Se a piora da conjuntura externa dificulta ainda mais a já acirrada competição para o exportador, a pressão dos produtos importados, paralelamente, reduz a competitividade da indústria brasileira. Tudo isso reforça a urgência de ações mais eficazes para retomar o crescimento”, analisou a CNI na nota divulgada no início da tarde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade