Publicidade

Estado de Minas

Descoberto novo depósito de gás no Rio São Francisco

Petrobras encontra depósito com grande potencial na cidade de Brasilândia, na porção mineira do Velho Chico


postado em 28/04/2011 06:00 / atualizado em 28/04/2011 06:18

 

O governo de Minas Gerais informou nessa quarta-feira ter recebido da Petrobras a confirmação da descoberta de um depósito de gás natural com grande potencial em Brasilândia de Minas, município na porção mineira da Bacia do São Francisco. Como parte da segunda etapa do seu programa de pesquisas do combustível no estado, a companhia já estava trabalhando num poço perfurado na cidade e comunicou no começo do ano à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a decisão de perfurar outro poço em João Pinheiro, na mesma região.

A confirmação dos resultados positivos dos primeiros levantamentos em Minas Gerais foi repassada ao secretário para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira, pela diretora de gás e petróleo da Petrobras, Maria das Graças Foster. Pereira disse ainda que a estatal deverá fazer gestões para que sejam implantadas na região da Bacia do São Francisco duas termelétricas, usando o insumo, com orçamento de US$ 1,250 bilhão, a partir de dados complementares ainda em fase de pesquisa e que vão definir o tamanho das reservas e a forma como poderão ser exploradas. A Petrobras divulgou nota em que se limita a informar que comunicou à ANP ter constatado “indícios de gás” durante a perfuração do poço denominado Oséas em Brasilândia de Minas.

“A informação é algo fantástico para essa região de Minas, que vai alcançar um novo ciclo de desenvolvimento”, afirmou o secretário Gil Pereira. Na semana que vem, ele vai se reunir com a diretora de gás da Petrobras no Rio para discutir os investimentos da estatal. Há seis blocos para pesquisa de gás no entorno de Brasilândia de Minas, licitados pela ANP.

Os trabalhos de prospecção de gás no estado estão mais adiantados no município de Morada Nova de Minas, na Região Central mineira. No local, foi registrada, no ano passado, a primeira descoberta de gás no povoado de Pindaíbas, que abriga o poço pioneiro na Bacia do Velho Chico perfurado pelo consórcio formado pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas (Codemig), Orteng Equipamentos e Sistemas, Delp Engenharia e Imetame Energia.

Profeta

Em janeiro, a Petrobras informou ao Estado de Minas que investirá pelo menos R$ 40 milhões nesta segunda etapa de pesquisas em Minas. O poço perfurado em Brasilândia de Minas, distante 15 quilômetros da sede do município, foi batizado com o nome do profeta Oseas e nessa quarta-feira, ainda de acordo com informações da Petrobras, atingiu a profundidade de 3.408 metros de investigação.

O segundo poço da campanha da estatal será perfurado a partir do mês que vem, em Fruta Danta, localidade de João Pinheiro. Batizado de Amós, terá uma profundidade de investigação prevista para 2,3 mil metros, quando será feita a avaliação do poço. Os nomes de batismo escolhidos representam, conforme a Petrobras informou, uma homenagem às obras de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. As empreiteiras contratadas pela Petrobras trabalham há cerca de 6 meses no Noroeste mineiro, empregando 50 pessoas. Os levantamentos já têm gerado grande expectativa na região.

Na tarde dessa quarta, o superintendente de controle interno da Prefeitura de Brasilândia de Minas, José Gonçalves de Souza, informou que representantes da estatal se reuniram com a comunidade local, quando informaram que as pesquisas vão induzir investimentos e melhorias na infraestrutura da cidade, como nas áreas de saúde e educação. “Temos um sonho de grande crescimento e mudança total das condições do município”, disse Gonçalves de Souza. A população de 13,8 mil habitantes do município, a 450 quilômetros de Belo Horizonte, no Noroeste de Minas, vive basicamente dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e da pecuária de leite e de corte.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade