Publicidade

Estado de Minas

Justiça recebe denúncia contra doleiros de Governador Valadares


postado em 15/03/2011 16:53

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou Clóvis Moreira Costa, Adriano Lopes dos Santos e Higino Pinto dos Santos pelo crime de operação ilegal de instituição financeira (artigo16 da Lei 7.492/86). Em menos de um ano, os três doleiros movimentaram mais de R$ 28 milhões enviados por brasileiros residentes nos Estados Unidos à Belo Horizonte.

De acordo com a denúncia, eles teriam operado na casa de câmbio sem autorização do Banco Central, entre os meses de agosto de 2003 e julho de 2004. Para isso, o denunciado Clóvis constituiu uma microempresa supostamente destinada a prestar serviços de publicidade e propaganda, mas que, na verdade, serviu para efetuar milhares de operações de câmbio clandestinas.

Por meio de uma conta bancária aberta em nome da empresa, os acusados recebiam recursos enviados por cidadãos brasileiros que se encontravam nos Estados Unidos para entregar a quantia aos familiares residentes no Brasil. Somente no período de agosto de 2003 a julho de 2004, a conta movimentou o montante de R$ 28.387.622,44.


As transações financeiras irregulares eram realizadas por meio da operação chamada “dólar-cabo”: os clientes procuravam agências nos Estados Unidos, que, por sua vez, determinavam aos seus parceiros no Brasil - entre eles, a microempresa constituída pelos denunciados – que depositassem os valores nas contas de pessoas por eles indicadas.

Em depoimento na Polícia Federal, os beneficiários dos depósitos confirmaram a existência e a procedência estrangeira dos recursos recebidos.

Clóvis Moreira Costa confessou ter emprestado seu nome para a abertura da conta, Adriano e Higino dos Santos confirmaram ter movimentado a conta por meio de procuração. Se condenados, eles podem pegar de um a quatro anos de prisão.

Com informações Ministério Público Federal em Minas Gerais


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade