UAI
Publicidade

Estado de Minas NOVEMBRO NEGRO

Cipó Cultural: evento destaca a cultura e tradição negras da região

Atividades enaltecem o Candombe e outras tradições da região. Um dos cursos será ministrado pela ex-ministra Nilma Lino Gomes


16/11/2021 15:46 - atualizado 16/11/2021 16:22

Apresentação no Cipó Cultural
Atividades acontecem entre os dias 16 a 21 de novembro. (foto: Divulgação)


O Festival de Cultura da Serra do Cipó, conhecido também como Cipó Cultural, terá a 13ª edição entre esta terça-feira (16/11) até domingo (21/11). Neste ano, as atividades trazem o tema Consciência Negra, em referência às celebrações do 20 de novembro. Os encontros acontecem de forma híbrida, online e presencial, com palestras, apresentações, oficinas e formações

Com foco na diversidade e na visibilidade da cultura negra e local, o Cipó Cultural 2021 recebe mestres, especialistas, pesquisadores e profissionais para debater o cenário cultural e artístico da região. Nomes como o da Mestra Arlete Costa, Mestre Pio e de B. Reú estão confirmados nas oficinas desta edição.

Abrigando a tradicional comunidade do Quilombo do Açude, com a festa Candombe do Açude, a região da Serra do Cipó mantém as  fortes raízes da cultura negra de Minas e também do Brasil. Da música, para a dança, à gastronomia e aos cultos e a crenças de religiões de matriz africana são elementos característicos do local. 

No evento, as apresentações artísticas e culturais ao vivo e online vão trazer elementos centrais da cultura negra na região como os grupos de dança afro-brasileira. Todas são abertas e gratuitas à comunidade. As oficinas presenciais acontecem na Serrá do Cipó, na Sede da organização em Santana do Riacho e no Mangabeiras. Os temas das oficinas são dança afro, capoeira angola, rap e percussão em matriz africana. A participação em algumas atividades necessitam de inscrição prévia através deste link

O Cipó Cultural tem na programação rodas de conversa sobre saberes tradicionais, na cultura negra e indígena. Além disso, também terá a “Formação de professores: educação anti racista em tempos antidemocráticos'', realizada pela pedagoga e professora titular emérita da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Nilma Lino Gomes. 
 
*estagiário sob a supervisão de Márcia Maria Cruz 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade