UAI
Publicidade

Estado de Minas Congelados

Praticidade: pratos saem do freezer como se tivessem sido feitos na hora

Com a marca Cheguei!, a chef Silvana Watel (ex-Au Bon Vivant) quer provar que comida congelada pode ser saborosa e sofisticada


19/09/2021 04:00 - atualizado 19/09/2021 14:19

Arroz de camarão ao tucupi: a chef Silvana Watel vai longe em busca de sabores diferentes
Arroz de camarão ao tucupi: a chef Silvana Watel vai longe em busca de sabores diferentes (foto: Victor Schwaner/Divulgação)

Comida congelada pode ser, sim, saborosa e sofisticada. Depois de fechar o bistrô francês Au Bon Vivant, a chef Silvana Watel usa a sua experiência na cozinha para quebrar os preconceitos que envolvem este mercado. Com a marca Cheguei!, ela foge do industrializado, preparando comida artesanal e sem conservantes, usa técnicas para manter o frescor dos ingredientes e vai além do básico com receitas mais elaboradas, que, em casa, demorariam horas para ficar prontas.
 
Como ela consegue manter a qualidade da comida? Com a embalagem a vácuo, que sempre usou no Au Bon Vivant para armazenar pratos de longo preparo, como o boeuf bourguignon. A diferença é que agora são coloridas. “Queria quebrar totalmente a imagem do congelado clássico, que é gélido. As cores são para trazer alegria e dar vontade de comer”, comenta, tentando quebrar mais um preconceito.
 
No novo negócio, a chef também usa o ultracongelador para manter o frescor da comida. “Como ele congela em questão de minutos, a textura, o sabor, o aroma e os nutrientes não mudam. Então, quando os alimentos são descongelados, estão perfeitos. Parece que você fez na hora”, explica.
 
Silvana avisa que não mudou seu jeito de cozinhar. Todos os preparos são artesanais e a seleção da matéria-prima é rigorosa. O creme de leite é fresco, o ovo tem que ser caipira, a produção dos caldos começa do zero e não se usam conservantes. “Quero que as pessoas vejam que é possível ter uma comida congelada gostosa, nutritiva e com ingredientes de qualidade.”
 
Apesar de ser conhecida pela cozinha francesa, Silvana tem um cardápio bastante diverso. No total, são mais de 90 itens. “A diversidade me encanta, detesto repetir comida. Gosto de mudar todo dia e quero oferecer essa praticidade aos meus clientes.” Só entram no cardápio pratos que, uma vez descongelados, ficam ótimos. Por isso, carnes grelhadas estão fora, mas nem fazem falta.
 
Alguns pratos, como os cannelés de queijo de cabra com maionese de beterraba, eram sucesso no cardápio do Au Bon Vivant
Alguns pratos, como os cannelés de queijo de cabra com maionese de beterraba, eram sucesso no cardápio do Au Bon Vivant (foto: Victor Schwaner/Divulgação)
 
A chef homenageia as suas raízes mineiras preparando feijão-tropeiro, frango com quiabo e moela ao molho de tomate. Também mata as saudades da querida Bahia, onde morou por seis anos, com pratos como moqueca de banana-da-terra e bobó de camarão. Quando quer, vai ainda mais longe buscar sabores diferentes. Da Índia, traz frango ao curry.
 
“Uma linha de comida que hoje me chama muito a atenção é a saudável, que tem a ver com dieta low carb, veganos e vegetarianos”, aponta. Este público tem a opção de comer cogumelos à provençal, lasanha de abobrinha e hambúrguer de lentilha.
 
Muitas receitas que fizeram sucesso no Au Bon Vivant estão entre os congelados. Os antigos clientes ficam felizes quando encontram trouxinhas de pato ao molho de tucupi, blanquette de salmão ao molho de espumante e picadinho de filé-mignon com cogumelos.
 

Várias combinações

Os acompanhamentos são vendidos separadaramente. Assim, cada cliente pode montar sua refeição como preferir. A inspiração vem da França, onde o consumo de congelados faz parte do cotidiano das pessoas. Entre as opções, arroz negro ao limão siciliano, batatas salteadas com alecrim, farofa de castanhas brasileiras, legumes glaceados e purê de grão-de-bico.
 
A marca também oferece porções individuais de molhos (como pimenta-verde e laranja), caldos (base para muitos preparos) e manteigas aromatizadas (uma de ervas e outra de cogumelos). “Você pode passar a manteiga no pão, puxar uma massa com ela, colocar um pedaço em cima de uma carne grelhada ou misturar com legumes. São pequenos toques de sabor com mil e uma utilidades”, comenta.
 
Torta de chocolate com caramelo salgado
Torta de chocolate com caramelo salgado (foto: Victor Schwaner/Divulgação)
 
Os congelados são pensados para diferentes ocasiões. Se você quer uma comida do dia a dia, pode pedir almôndegas ou tilápia grelhada. Na hora de receber alguém em casa, a sugestão é ter no freezer cannelés de queijo de cabra com maionese de beterraba ou camarões empanados em panko e coco. Em dias mais frios, basta esquentar a sopa de cebola ou o creme de abóbora com carne seca. Para adoçar o paladar, torta de chocolate com caramelo salgado ou de limão com biscuit de café.
 
A maioria dos pratos podem ser descongelados no banho-maria ou no micro-ondas, mas alguns truques deixam a comida ainda melhor. Esquente o filé de tilápia em uma frigideira antiaderente jogando gotas de água e leve as frituras, como coxinha de pato e isca de frango, ao forno convencional. “Se você tiver pressa, pode esquentar no micro-ondas, mas no forno eles ficam perfeitos, sem a chatice de ter que fritar em casa.” Acredite, até torresmo congelado fica gostoso e crocante com cinco minutos de forno.
 
O cliente tem a opção de encomendar os congelados ou buscar na Cheguei!, que fica na mesma casa onde funcionava o restaurante. Silvana transformou o salão em loja e aproveitou para montar um empório. Lá, são vendidos apenas produtos mineiros, como vinho, azeite, chocolate, café e geleia.
 

Serviço

(31) 3227-7764
www.chegueinahora.com.br

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade