Publicidade

Estado de Minas novidades na cozinha

Perto de casa: Bagueri resgata conceito de padaria de bairro

Butique de pães e vinhos, que reúne produtos Casa Bonomi e Enoteca Decanter, que estar em 10 bairros diferentes de BH até o fim do ano


17/01/2021 04:00 - atualizado 19/01/2021 18:19

O brioche folhado com cacau é um dos atrativos do cardápio(foto: Toujours Fotografia/Divulgação)
O brioche folhado com cacau é um dos atrativos do cardápio (foto: Toujours Fotografia/Divulgação)

Para o empresário Felipe Santiago, cliente antigo da Casa Bonomi, já tinha passado da hora de a marca chegar a outros pontos da cidade. Da vontade dele de promover a expansão da padaria surgiu um novo negócio, a Bagueri, butique que combina pães, bolos, doces e massas com vinhos selecionados da Enoteca Decanter. A primeira unidade, inaugurada esta semana, fica no Lourdes. Até o fim do ano, estão previstas mais 10, em bairros diferentes.
 
A mudança de comportamento na pandemia acabou confirmando o que Felipe enxergava: as padarias de bairro estão em alta. “Entendi que as pessoas estão saindo menos e, por isso, preferem sair perto de casa, até para se sentir mais seguras. As padarias de bairro são uma opção boa para quem não quer aglomeração, elas não precisam ir ao supermercado ou empório muito grande para fazer as compras”, analisa o empresário, que é sócio dos restaurantes Eva Cucina Originale, Udon e Santafé Belvedere, Pizzaria Olegário, no Vila da Serra, e Nina Pizzeria.
 
Pães, bolos, doces e massas continuam a ser produzidos na Casa Bonomi. Felipe preferiu investir em logística de distribuição e não em uma cozinha industrial própria, assim consegue garantir a qualidade dos produtos mantendo as mãos e os olhos de Paula Bonome próximos de cada um deles. “Existe um jeito específico de ela produzir, é um trabalho artesanal. Não adianta passar a receita que não vou conseguir fazer igual”, comenta.
 
Um carro passa pela Casa Bonomi todos os dias em dois horários (às 6h e às 15h) para levar às lojas os produtos mais frescos. Um dos destaques é o croissant, receita de massa folhada com manteiga, que tem fãs em todos os cantos. “Fiz muitas pesquisas para abrir o negócio e nunca vi alguém vender tanto croissant como ela vende”, conta. Completam a lista dos clássicos a baguete de fermentação natural, o brioche e a focaccia com sal grosso, azeite e alecrim.
 
As opções de pães doces são muitas. Vão desde o pain au chocolat até o folhado de maçã, sem deixar de fora o croissant de amêndoas e o brioche folhado com cacau. Tem também o kouign amann, que pode ser descrito como croissant caramelizado em forma de muffin. A lista de bolos é igualmente extensa, dividindo-se entre básicos (banana e laranja) e diferentões, como o de café com caramelo.
 
Quem busca sobremesas pode se deliciar com o florentin (chocolate meio amargo, amêndoas filetadas e casca de laranja cristalizada), o canele (massa aromatizada com rum e baunilha) e o financier (pequeno bolo de amêndoas). A Bagueri ainda fornece massas e molhos artesanais para preparar em casa.
 

Parede inteira de pães

 
Todas as lojas seguem o mesmo padrão. Uma parede inteira, da entrada ao fundo, é só para os pães. Do outro lado ficam as massas, bolos, doces e vinhos (são 30 rótulos). “A ideia é oferecer um serviço mais self-service. As pessoas caminham pelo corredor tendo os produtos ao alcance das mãos, e, de forma sugestiva, escolhem qual vinho combina melhor com a comida”, detalha Felipe, explicando como será o funcionamento quando a butique puder receber o público.
 
O empresário Felipe Santiago planeja abrir mais 10 unidades da Bagueri até o fim do ano(foto: Toujours Fotografia/Divulgação)
O empresário Felipe Santiago planeja abrir mais 10 unidades da Bagueri até o fim do ano (foto: Toujours Fotografia/Divulgação)
 
No momento, está liberado apenas o take away. O cliente escolhe os produtos e retira na porta da loja. Outra opção, em breve, será comprar pelos aplicativos de delivery. Felipe adianta que também quer trabalhar com entrega de bairro. Moradores das proximidades fazem o pedido da semana e recebem, todos os dias, no início da manhã, sem precisar sair de casa.
 
A área com mesas está impossibilitada de funcionar, mas itens do cardápio que seriam servidos in loco podem ser solicitados para entrega e retirada. Há vários sanduíches, como o de pão preto com muçarela, mel e presunto cru, e o de focaccia com antepasto de berinjela e ervas finas. Uma das saladas tem mix de folhas, presunto cru, muçarela de búfala, manga, tomate cereja e amêndoas laminadas. Acompanham torrada e molho pesto.
 
O menu também sugere combinações para o café da manhã, entre eles croque monsieur de brioche, omelete com queijo e presunto, panqueca de banana e salada de frutas.
 
A primeira loja, no Lourdes, começou a funcionar esta semana. A do Belvedere será inaugurada no mês que vem e, em março, será a vez de a Savassi receber o novo negócio. A expectativa é, até o fim do ano, abrir mais sete ou oito unidades em bairros diferentes. Felipe estuda um modelo de franquia para expandir a marca pela cidade.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade