UAI
Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Festival Sarará convoca cinco cantoras para cumprir o desejo de Elza Soares

Paula Lima, Teresa Cristina, Julia Tizumba, Luedji Luna e Nath Rodrigues vão interpretar o repertório que a lenda da MPB apresentaria em agosto, no Mineirão


25/05/2022 13:00 - atualizado 24/05/2022 20:50

Em foto realizada em 2018, a cantora Elza Soares encara a câmera, deixando aparecer o olho entre os dedos da mão esquerda
Elza Soares apresentaria em BH o repertório do show realizado em janeiro, em São Paulo, dois dias antes da morte dela (foto: Carl de Souza/AFP/28/8/18)

Teresa Cristina, Luedji Luna, Paula Lima, Nath Rodrigues e Julia Tizumba prestarão homenagem a Elza Soares com um show inédito no Festival Sarará, que será realizado em 27 de agosto na Esplanada do Mineirão, em Belo Horizonte.

A cantora, que morreu em janeiro, aos 91 anos, estava escalada para se apresentar no festival desde julho de 2021, quando foram anunciadas as primeiras atrações. Ela subiria ao palco com Luedji Luna e Rebecca, que agora passa a integrar o line-up com sua apresentação solo.

CHOQUE

“A partida da Elza foi um grande susto. No primeiro momento, ficamos travados, sem saber o que fazer, chocados. Depois, conversando com a equipe dela, chegamos à conclusão de que o Sarará não poderia não ter a Elza. Então, começamos a pensar na homenagem”, afirma Carol de Amar, diretora artística do festival, que assina a curadoria com Mônica Brandão.

As cinco cantoras farão show baseado no repertório registrado em “Elza ao vivo no Municipal”, gravado no Theatro Municipal de São Paulo entre 17 e 18 de janeiro passado, dois dias antes de a artista morrer, e lançado em 13 de maio.

O repertório dá algumas pistas das canções que nortearão a homenagem, que deve passar por diferentes fases da carreira de Elza. Entre elas estão “O morro”, registrada no álbum “Senhora da terra” (1979), e “A carne”, do antológico “Do cóccix até o pescoço” (2002).

Também não ficarão de fora sucessos mais recentes, como é o caso de “Maria da Vila Matilde”, do álbum “A mulher do fim do mundo” (2015), e “Banho”, faixa do disco “Deus é mulher” (2018).

Elza Soares planejava apresentar no Sarará esse mesmo show, informam as curadoras, e a ideia é reconstruí-lo como forma de legitimar a vontade da artista. “É homenagem à altura dela, não vai fugir em nada do que ela mesma estava esperando. Nossa intenção é que seja algo extremamente respeitoso, próximo do que a Elza faria”, afirma Mônica.

Cada convidada representa um pouco de Elza, acredita a curadora. Os primeiros nomes a serem cotados foram os de Teresa Cristina, Luedji Luna e Paula Lima, que são do Rio de Janeiro, de Salvador e de São Paulo, respectivamente.

Carol de Amar achou importante ter mineiras no palco e sugeriu os nomes de Nath Rodrigues e Julia Tizumba. Julia, aliás, interpretou a artista no espetáculo “Elza – O musical”.

“Foi uma costura muito delicada”, conta Mônica Brandão. “São artistas que têm um pouco de Elza em seus trabalhos, certamente foram influenciadas por ela, mas não são nomes óbvios. Explicamos o projeto para cada uma delas, porque é importante que todas entrem no universo da Elza.”

A curadoria faz mistério em relação ao formato do espetáculo, mas as cinco cantoras vão se apresentar acompanhadas pela banda de Elza Soares.

“Estamos no processo de construção do show. Podemos revelar que a divisão do repertório terá um olhar artístico. Não queremos fazer nada muito blocado. Cada música tem de ser cantada com intenção, com significado. Vamos levar isso em conta. E terá um momento em que todas estarão juntas no palco”, revela Carol de Amar.

O Sarará promete edição grandiosa para agosto, após a suspensão por dois anos devido à pandemia. No início deste mês, o festival adicionou à lista de atrações a cantora Gloria Groove, que apresentará hits de seu álbum mais recente, “Lady leste” (2022).

''Cada música tem de ser cantada com intenção, com significado. Vamos levar isso em conta. E terá um momento em que todas estarão juntas no palco''

Carol de Amar, curadora do Sarará


RAP

Outro convidado é Emicida, que subirá ao palco acompanhado da cantora Cynthia Luz e dos rappers BK e Orochi.

Zeca Pagodinho, Pabllo Vittar, Karol Conká, Marina Sena, Gilsons e Fenda completam a programação, que promoverá encontro inédito do grupo BaianaSystem com a cantora Margareth Menezes e o rapper Black Alien.

SARARÁ 2022

Em 27 de agosto, a partir do meio-dia, na Esplanada do Mineirão, Pampulha. Pista: R$ 220 (inteira) e R$ 110 (meia-entrada). Pista premium: R$ 400 (inteira) e R$ 200 (meia). Área open bar: R$ 370. Ingressos à venda na plataforma Sympla


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade