UAI
Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Kika Seixas lança livro sobre sua relação de 10 anos com o Maluco Beleza

Tarde de autógrafos de 'Coisa do coração: Minha história com Raul Seixas' começa às 16h de hoje (29/1), no espaço Mulligan's. Toninho Buda é coautor da obra


29/01/2022 04:00 - atualizado 29/01/2022 07:05

Kika e Raul Seixas abraçados
Kika e Raul Seixas viveram juntos por seis anos (foto: Frederico Mendes/divulgação)

Quarta companheira do “Maluco Beleza”, Kika Seixas autografa “Coisa do coração – Minha história com Raul Seixas” (Ubook), neste sábado (29/1), em BH. Ela avisa que não se trata da biografia do músico, mas dela própria. Escrito a quatro mãos por Kika e Toninho Buda, o livro aborda os cinco anos que a produtora viveu com o roqueiro baiano.

Kika, de 68 anos, diz que a pandemia a fez rever a obra de Raul. Para isso, contou com o apoio do mineiro Buda, de 72, que mora em Juiz de Fora, profundo conhecedor do trabalho do compositor e cantor.

De 1979 a 1985, Raul e Kika viveram juntos e tiveram a filha Vivian, de 40. Com mais de 400 páginas, a obra traz um relato íntimo dessa convivência, com fotos e documentos inéditos.

"Raul transcende gerações. Certa vez, ele me disse: 'Kika, não tenho medo de morrer, só não quero ser esquecido'. Esta é a forma que encontrei para contribuir, dar voz, e manter viva a memória e genialidade do nosso grande ídolo Raul Seixas"

Kika Seixas, produtora


PAI, MARIDO E FILHO

A ideia surgiu da vontade de Kika de deixar para Vivian a história não apenas do ídolo, mas do filho, irmão, marido e pai.

O leitor tem acesso às cartas trocadas pelo casal até a morte de Raul, em 1989, vítima de parada cardíaca, além de histórias divertidas e correspondências de dona Maria Eugênia para o filho. “Essas cartas nunca haviam sido divulgadas”, garante Kika.

O título “Coisas do coração” é o mesmo da canção de Raul, parceria com Cláudio Roberto. “Fui apenas inspiração, mas ele acabou pondo meu nome nessa parceria”, conta Kika. Aliás, Raul registrou várias músicas em nome dela.

O livro sai também em audiobook e e-book. Mensagens das correspondências são narradas pela atriz Sonia Dias, backing vocal da primeira banda do baiano, Raulzito e os Panteras. As citações de Raul, em forma de flashback, têm a voz de Nelito Reis, ator da peça “Raul Seixas, a metamorfose ambulante”.

“Quero que os fãs conheçam o Raul que conheci e com quem tive a felicidade de conviver: as histórias, os desafios, os problemas, enfim, tudo que traz vida à memória dele”, afirma Kika. “Entre momentos bons e outros nem tanto, foi realmente muito emocionante revisitar as lembranças que estão em ‘Coisas do coração’.”

Dramas familiares e a luta de Raul contra o alcoolismo também estão lá, além do trabalho de Kika como administradora, responsável por abrir jurisprudência que ajudou vários músicos em questões envolvendo direitos autorais e royalties.

O livro começa em 1972, quando Kika se apaixonou por Raul após assistir a um show dele, no Rio de Janeiro. “Depois disso, morei na Europa. Voltei e fui trabalhar na gravadora Warner, em 1979, com a qual ele tinha contrato. No começo de 1980, já estávamos morando juntos. Namoramos um tempo e acabamos indo para São Paulo. Raul já era malvisto pela indústria fonográfica carioca, porque bebia muito e começava a faltar aos ensaios e shows”, relembra.

Quando os dois começaram a namorar, ele já havia lançado os clássicos de sua carreira e começava a flertar com a decadência. “Fomos para São Paulo morar em um apart chamado Aliança, onde fiquei grávida de Vivi”, ela conta.

No início, Kika ignorava os problemas do astro. “Estava na Europa na época de desbunde dele”, explica. “Também não sei se teria deixado de me apaixonar pela pessoa amorosa que Raul era, um gentleman. Não conhecia esse outro lado dele, pois ele nunca havia aparecido bêbado para mim.”

Em 1982, o músico foi internado com pancreatite. “O médico disse que ele não poderia beber nunca mais. Porém, seis meses depois, já estava bebendo e sua carreira foi detonando a cada dia.”

Kika para por aí, avisando que não quer dar spoilers nesta reportagem, “pois é um livro gostoso de ler e os fãs mineiros de Raul vão adorar”.

O AMIGO DE JUIZ DE FORA

Toninho Buda ficou amigo do baiano em 1983, quando o músico foi ao seu restaurante macrobiótico, em Juiz de Fora. O livro com Kika foi escrito em três anos. “A gente já estava trabalhando na organização de todo o arquivo do Raul que ela tem em casa, o Baú do Raul, e pretende digitalizar”, informa. A ideia é disponibilizar o material na internet.

Buda se tornou expert no legado do amigo. Já publicou “Raul Seixas, uma antologia”, “Raul Seixas, o trem das sete” e “A paixão segundo Raul Seixas”, além de “Manual prático de vampirismo”. Ele é poeta, fez 12 filmes e participou de cinco peças.

Raul Seixas e a mulher, Kika Seixas, abraçados na foto de capa do livro Coisas do coração
(foto: Ubook/reprodução )

“COISAS DO CORAÇÃO – MINHA HISTÓRIA COM RAUL SEIXAS”

.Livro de Kika Seixas e Toninho Buda
.Editora UBook
.432 páginas
.R$ 69,90
.Lançamento neste sábado (29/1), às 16h, no espaço Mulligan’s – Rua Pium-í, 736, Bairro do Carmo





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade