UAI
Publicidade

Estado de Minas AUDIOVISUAL

Em série alemã, irmão de vítima desvenda mistério que polícia não resolveu

Produção documental 'O desaparecimento de Birgit Meier', disponível na Netflix, mostra caso que levou 22 anos para ser encerrado


03/12/2021 04:00 - atualizado 03/12/2021 07:14

Birgit Meier em foto de álbum familiar com riscos e outras marcas do tempo
'O desaparecimento de Birgit Meier' mostra a batalha de detetive aposentado para esclarecer o sumiço da irmã (foto: NETFLIX/DIVULGAÇÃO)
Vinte e sete anos traduzidos em suspeitas por vezes infundadas, muita incompetência e um tanto de desinteresse. Durante quase três décadas, o sumiço de uma mulher alemã ficou sem respostas. 

Foi graças à insistência do irmão da vítima que o caso foi resolvido. Provou não só a inocência do cunhado, como também descobriu um serial killer que pode ter sido responsável por centenas de crimes, entre assassinatos e estupros.

Minissérie documental em quatro episódios, “O desaparecimento de Birgit Meier”, recém-chegada ao catálogo da Netflix, acompanha, no primeiro plano, os tortuosos caminhos que levaram seu irmão, o detetive aposentado Wolfgang Sielaff, a finalmente encontrar as respostas que a polícia não conseguiu dar na época do crime.

Em agosto de 1989, Birgit Meier, mulher de 41 anos, desaparece de sua casa em Lüneburg, cidade próxima a Hamburgo, no Norte da Alemanha. Naquela noite, ela recebeu a visita do marido, Harald Meier, um próspero empresário local. Os dois, que tinham uma filha adolescente, estavam em processo de divórcio. Birgit na época bebia muito e aparentava bastante fragilidade.

Sem encontrar vestígios, a polícia, no momento inicial, alegou fuga ou suicídio. Houve também suspeita em cima de Harald, já que ele perderia muito com o divórcio. Então na ativa, só que em Hamburgo, o irmão da vítima permaneceu a distância, pois não poderia se envolver em uma investigação fora de sua área de atuação. Mas a ausência de respostas o levou a uma crescente frustração e, muitos anos mais tarde, já aposentado, Wolfgang Sielaff empreende sua própria investigação independente.

A série acompanha a jornada do policial veterano com um ar de Sherlock Holmes. O crime foi resolvido somente em 2017. O caminho que Sielaff e sua equipe – que incluiu advogado, perito forense, psicóloga criminal, detetive, todos maduros e com muitos anos de serviços prestados à polícia – trilharam é o cerne da produção.

É uma série bastante cerebral, com muitos depoimentos e detalhes que mostram cada passo desta equipe que agiu, em determinadas ocasiões, à revelia da própria polícia. Por vezes lenta, vai exigir atenção dos espectadores que gostam de respostas prontas e cenas de forte impacto. A resposta para o que houve com Birgit acompanha também várias perguntas sobre outros crimes – e isso só o futuro poderá (ou não) responder.

“O DESAPARECIMENTO DE BIRGIT MEIER”

• Minissérie documental em quatro episódios, disponível na Netflix


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade