UAI
Publicidade

Estado de Minas FESTIVAL CINEFOOT

Cinefoot começa com 72 filmes sobre o mundo do futebol

Décima segunda edição do festival começa nesta quinta-feira e reúne produções que mostram paixão pelo esporte, dentro e fora dos gramados


02/12/2021 04:00 - atualizado 02/12/2021 07:33

Menino no Maracanã, na final da Copa do Mundo de 1950
Menino no Maracanã, na final da Copa do Mundo de 1950, em fotografia de José Medeiros: piauiense é o homenageado da 12ª edição do Cinefoot (foto: Acervo do Instituto Moreira Sales)
A 12ª edição do Cinefoot, festival de cinema que reúne produções audiovisuais sobre o mundo do futebol, começa nesta quinta-feira (2/12) e segue com programação gratuita até 9 de dezembro, em formato virtual. A mostra 2021, em parceria com o Instituto Moreira Salles, celebra e homenageia o centenário do fotógrafo piauiense José Medeiros, responsável por fotografias icônicas dentro e fora dos gramados.

A programação conta com 72 filmes – 50 nacionais e 22 internacionais –, divididos em mostras competitivas de longas e curtas, e mostras temáticas, totalizando 15 mostras, além de sessões de abertura, encerramento, mesas redondas e masterclass.

A abertura fica por conta do filme russo "Lev Yashin, o goleiro dos sonhos", sobre a vida de um dos maiores goleiros do futebol. O encerramento conta com o clássico "Subterrâneos do futebol", de 1965, uma ode à paixão pelo futebol fora das quatro linhas.

O cineasta Oswaldo Caldeira e o craque Afonsinho são os convidados da masterclass, mediada pelo jornalista e professor de cinema Celso Sabin. A aula acontece na próxima terça (7/12) e debate o emblemático caso da década de 1970 em que o jogador conquistou os direitos pelo seu passe como atleta e acabou retratado no documentário "Passe livre". Para participar é necessária inscrição prévia pelo site do festival (cinefoot.org).

A seleção traz filmes que suscitam importantes questões sobre o futebol atual e sua relação com a sociedade. "Democracia em preto e branco" retrata o movimento da Democracia Corinthiana liderada por Sócrates no contexto das Diretas Já e a relação entre esporte, política e música.

O filme mineiro "Manotauros, uma história de raça" mostra a trajetória de um time amador LGBTQIA+ na disputa pelo título da Champions Ligay, em São Paulo. Antônio Leal, diretor do festival, destaca a visão plural e diversa da mostra.

"A gente não quer apenas exibir filmes de clubes, de jogadores, de conquistas e de torcidas. A gente quer são as histórias humanas do futebol. O que a gente mais curte são as histórias que envolvem o lado social, cultural, humano do futebol", comenta Leal.

MULHERES EM CAMPO

Produções nacionais e internacionais abordam o crescimento e os desafios enfrentados pelo futebol feminino. Em "A glória é delas", Yohana Scaranare e Ângelo Martins mostram os 20 anos de investimentos que levaram à conquista da Libertadores Feminina pela Ferroviária. A modalidade também é abordada na animação italiana "Meninas falam sobre futebol", de Paola Sorrentino.

A ficção está presente entre os filmes selecionados. Na Mostra Dente leite, para crianças e família, o ator Babu Santana protagoniza a comédia "A culpa é do Neymar", de João Ademir. Babu interpreta um botafoguense decepcionado pela escolha do filho em torcer pelo Santos de Neymar.

Já no drama em curta-metragem "Doah", Farzad Samsami conta a história da protagonista que dá nome ao filme. A menina marroquina é torcedora do Raja Casablanca, algoz do Atlético no Mundial de Clubes de 2013, e sonha em jogar futebol com os meninos de sua vila, sendo impedida pelo preconceito.

MINEIROS

Os cruzeirenses terão a oportunidade de assistir "Em busca da história do Cruzeiro", documentário de 2018 – anterior, portanto, ao rebaixamento do clube em 2019 –, de Gustavo Nolasco e André Amparo. O longa documental refaz os 100 anos de fundação e glórias da Raposa.

Na curadoria do The Players’ Tribune Brasil, o curta "Cruzeiro, o mais querido do Brasil" conta a trajetória do goleiro Fábio, prestes a completar 1 mil jogos pelo clube, na mostra em homenagem aos 150 anos da criação da posição de goleiro. Esta mesma mostra conta com um tocante depoimento do goleiro italiano Gianluigi Buffon sobre a depressão.

Os mineiros também têm outras duas opções na programação: "Várzea nossa de cada dia", sobre a criação do Várzea BH para cobertura do futebol de várzea na capital mineira, e "Amadores" sobre este mesmo circuito de futebol amador nos campos de terra de Belo Horizonte.

A programação completa do festival está disponível no site do Cinefoot e pode ser adicionada diretamente à agenda do celular para que o telespectador seja avisado quando o filme em questão estiver disponível para ser assistido.

CINEFOOT
Desta quinta (2/12) a 9 de dezembro, com programação gratuita pelo YouTube e Innsaei.tv.  Programação completa e inscrições pelo site.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Tetê Monteiro


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade